Sindicato dos Rodoviários de Pelotas apresenta demandas da categoria à prefeita

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Pelotas e Região se reuniu no final da tarde desta segunda-feira (19) com a prefeita, Paula Mascarenhas, para tratar do andamento das negociações do acordo coletivo deste ano dos trabalhadores do transporte urbano e interdistrital de Pelotas (RS).

O sindicato solicitou a reunião para informar a chefe do executivo municipal sobre a falta de avanço nas negociações com o Consórcio do Transporte Coletivo de Pelotas (CTCP). Na primeira reunião, a parte patronal não apresentou proposta e não tinha planilha de custos elaborada.

De acordo com o presidente do sindicato, Claudiomiro do Amaral, a intenção é dar celeridade ao processo mantendo todas as partes envolvidas – secretaria de Transportes, consórcio e prefeita – sobre as reivindicações dos trabalhadores, especialmente sobre a criação de uma nova categoria para os motoristas que acumulam a função de cobrador, com piso salarial próprio.

“Estes trabalhadores merecem reconhecimento pela sua importante participação, ainda mais agora que estão desempenhando múltiplas funções como porta, catraca, embarque e desembarque de cadeirantes e trânsito, e ainda têm que cumprir os horários das planilhas. A classe patronal deve compensar esses trabalhadores que estão sobrecarregados desde a extinção de vários postos de trabalho de cobradores e, também, com o reajuste para o restante da categoria”, disse Amaral.

Ele contou que a prefeita demonstrou preocupação em a negociação não impactar a tarifa do transporte já que, ainda nesta segunda, ela anunciou que seria mantida em R$ 5 este ano após analisar a planilha de custos que.

Segundo falou em suas redes sociais, a planilha analisada já incluía reajuste salarial e dos benefícios dos trabalhadores do transporte pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), ou seja, com a reposição inflacionária.

Amaral avaliou que a reunião foi satisfatória, pois a prefeita demonstrou solidariedade aos trabalhadores que acumulam funções.

Leia também: Rodoviários de Pelotas (RS) querem nova função no acordo coletivo de 2024

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)