CSB-RS: Sindicatos abrigam vítimas das enchentes no RS; saiba como ajudar

Sindicatos abriram as portas de suas sedes para acolher pessoas desabrigadas e distribuir doações às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A CSB-RS fez um chamado a seus filiados para que atendessem à população como puderem e também está recolhendo e distribuindo doações.

O presidente da CSB-RS e da Fessergs, Sergio Arnoud, entregou mantimentos à Associação Médica do RS (Amrigs), incluindo colchões, travesseiros, roupas de cama, toalhas, itens de higiene, fraldas e alimentos. As doações estão sendo coletadas no Centro de Tradição Gaúcha 35, na Avenida Ipiranga, 5300, em Porto Alegre.

Em Canoas, o presidente do Sindimetropolitano, Mauro Cesar da Silva Santos, está trabalhando no resgaste das vítimas desde sábado (4) com o barco do sindicato, enquanto outros diretores têm distribuído doações.

“É importante o que estamos assistindo: nossos sindicatos, cada um à sua maneira, estão mobilizados, envolvidos na luta pela vida. Obrigado por estarem agindo; obrigado por demonstrarem que a CSB está engajada na luta pelo apoio às vítimas da tragédia”, disse Arnoud.
Presidente da CSB-RS entrega doações e Sindimetropolitanos no resgate de vítimas em Canoas

Confira os sindicatos da CSB-RS que estão recebendo a população e distribuindo doações em outras cidades:

Sindef – Alvorada

O Sindef abriu as portas da sede campestre, em Alvorada, para acolher a população e tem recebido uma grande quantidade de desabrigados e de doações. Além de distribuir comida e outros itens básicos aos que buscam ajuda no local, os sindicalistas entregaram donativos a comunidades que estão em regiões isoladas e sem condições de se deslocar em busca de mantimentos.

Na madrugada desta segunda-feira (6), membros do Sindef, da CSB-RS e de outras categorias como metalúrgicos e construção civil foram com cinco carros cheios de donativos até uma aldeia indígena com 400 pessoas.

A sede campestre do Sindef fica na Rua São Leopoldo, 450, na cidade de Alvorada. Quem quiser fazer ou retirar doações pode entrar em contato pelos números (51) 99551-0311 ou (51) 98447-7343.

Sindimarceneiros – Imbé

O Sindimarceneiros de Porto Alegre e Região colocou sua colônia de férias à disposição sem custos para os desabrigados. O local em Imbé ainda tem alguns apartamentos disponíveis e está recebendo doações para as famílias que estão chegando em busca de abrigo. O presidente do sindicato, Neivo Adair Polaczinski, contou que as vítimas precisam especialmente de roupas de adultos e crianças, roupas de cama e itens de higiene pessoal.

“Estamos recebendo famílias que perderam tudo, literalmente tudo, vieram apenas com a roupa do corpo e todas molhadas. Se alguém quiser nos ajudar, quiser vir aqui pessoalmente, ficaremos muito agradecidos”, disse.

A colônia de férias do Sindimarceneiros fica na Avenida Dom João VI, 248 – Presidente, Imbé. Quem quiser levar doações pessoalmente pode falar com o caseiro João e a Dona Lorena.

SindiGuaíba

O SindiGuaíba também está recebendo a população em sua sede na Avenida João Araujo Lessa, 430, Parque 35, na cidade de Guaíba. Cerca de 300 pessoas já estão abrigadas no local.

O sindicato está precisando de doação de roupas e calçados, produtos de higiene e limpeza, roupas de cama, colchões, pó de café, açúcar, talheres descartáveis, papel ofício e caneta ou lápis.

Coordenando a recepção às vítimas das enchentes, a própria presidente do SindiGuaíba, Taís Motta, perdeu tudo e está abrigada no sindicato. “Em casa a água está na cintura, só a máquina de lavar que ainda não entrou água. Não está fácil, mas não está morto quem peleja”, afirmou.

Voluntários podem entregar doações diretamente na sede do sindicato ou entrar em contato pelo número (51) 98295-5562.

Rodoviários de Rio Grande

O salão do Sindicato dos Rodoviários de Rio Grande também está aberto para a população. O presidente da entidade, Fabio Machado, ressaltou que o local tem estrutura para receber os desabrigados, com banheiros e cozinha.

A sede fica na Rua Mauricio Sirostsky Sobrinho, 633, bairro Hidráulica. O sindicato está recebendo doações e precisa de colchões e roupa de cama para alojar as pessoas que necessitarem no local, além de outros mantimentos básicos como roupas, itens de higiene e alimentos.

Sticmpel – Pelotas

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e Mobiliário de Pelotas (Sticmpel) já se prepara para as chuvas que estão previstas para atingir novamente a cidade na quarta-feira (8) e abriu o salão de festas para receber a comunidade.

A sede fica na Rua Felix da Cunha, 816, no centro de Pelotas. As doações podem ser entregues pessoalmente ou, quem quiser ajudar de alguma outra forma, pode entrar em contato pelo número (53) 3225-3598.

Outras formas de ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

O governo do RS criou uma página reunindo todas as informações sobre o que, como e onde doar para as vítimas das enchentes. Acesse aqui.

Pessoas de outros estados podem fazer doações em dinheiro pelo PIX do SOS Rio Grande do Sul, uma conta em que os recursos são integralmente destinados para atender as vítimas.

A chave PIX é CNPJ: 92.958.800/0001-38 – Banco do Estado do Rio Grande do Sul ou Associação dos Bancos no Estado do Rio Grande do Sul

Atenção: Quando realizar a operação, confirme que o nome da conta que aparece é “SOS Rio Grande do Sul” e que o banco é o Banrisul.

Moradores do estado podem entregar doações pessoalmente. Todos os locais públicos recebendo mantimentos estão listados neste documento (clique aqui) organizados por cidade, incluindo o que é mais necessário em cada um deles.

Os principais pontos recebendo doações são os seguintes:

Centro Logístico da Defesa Civil Estadual
Avenida Joaquim Porto Villanova, 101, bairro Jardim Carvalho, em Porto Alegre.
Telefone: (51) 3210 4255.

Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) – Porto Alegre 
Rua Coronel Corte Real, 975, bairro Petrópolis.
Horário de funcionamento: 24h.

Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul (Cremers) – Porto Alegre
Rua Bernardo Pires, 415, bairro Santana.
Horário de funcionamento: 9h às 19h.

Ministério Público do Rio Grande do Sul – Porto Alegre
Avenida Santana, 440, bairro Santana.
Horário de funcionamento: 9h às 18h.

Bar Opinião – Porto Alegre
Rua José do Patrocínio, 834, bairro Cidade Baixa.
Horário de funcionamento: 9h às 19h.

Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CRCRS) – Porto Alegre
Avenida Senador Tarso Dutra, 170, bairro Petrópolis.
Funcionamento: 9h às 18h.

Centro Regional de Doações Vale do Rio Pardo – Santa Cruz do Sul
Avenida Independência, 2293 – Bloco 41, bairro Universitário, em Santa Cruz do Sul.
Horário de funcionamento: 24 horas.

Centro Regional de Doações Vale do Taquari – Lajeado
Sede do Clube União Campestre: Rua Rosalina Schneider Baron, 14, bairro Campestre, em Lajeado.
Horário de funcionamento: 8h às 18h.

Centro Regional de Doações Santa Maria – Santa Maria
Centro Desportivo Municipal Farrezão: Rua Appel, 798, bairro Nossa Senhora de Fátima, em Santa Maria.
Horário de funcionamento: 8h às 18h.

Centro Regional de Doações Vale do Caí – São Sebastião do Caí
Salão Paroquial da Igreja Matriz: Rua Marechal Floriano esquina Henrique D’Ávila, em frente à Praça Municipal, em São Sebastião do Caí.
Horário de funcionamento: 8h às 18h.

Compartilhe:

Leia mais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"