Sindicato dos Movimentadores de Várzea Grande (MT) reivindica a contribuição sindical da categoria

CSB participou de mesa de conciliação para apoiar a Entidade. Atualmente, a contribuição vem sendo recolhida pelo Sindicato dos Trabalhadores no Comércio

A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), representada por Antonio Wagner de Oliveira, membro da Direção Nacional da Entidade, participou na manhã da última quarta-feira (12), na Superintendência do Ministério do Trabalho de Cuiabá (MTE), de uma mesa conciliadora para discutir  a contribuição sindical que vem sendo recolhida dos movimentadores de mercadorias pelo Sindicato dos Trabalhadores no Comércio, o que enfraquece a estrutura e organização do Sindicato dos Movimentadores de Mercadoria de Várzea Grande.

A mesa foi intermediada por um representante do MTE e contou com a participação do presidente do Sindicato dos Movimentadores de Mercadoria de Várzea Grande, Edilson Carlos Salles, e do diretor executivo do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Estado de Mato Grosso, Marcos Taveira.

Fundado em 2001, o Sindicato dos Movimentadores de Mercadoria de Várzea Grande ficou inativo de 2009 a 2015. Com a retomada das atividades, a entidade necessita dessas contribuições para organizar uma infraestrutura que permita aos dirigentes fortalecer a luta pela categoria. “Estamos visitando as empresas, mandando notificações para elas, mas, elas não querem entender que o movimentador de mercadoria é uma categoria profissional diferenciada”, disse Salles sobre a necessidade de que os trabalhadores sejam representados pelo Sindicato dos Movimentadores.

Segundo Wagner de Oliveira, essa é a segunda vez que os sindicatos se encontram e não deve ser a última. Uma nova mesa de negociação deve acontecer nessa segunda-feira (18). O diretor ainda explicou a importância desse repasse ser feito para o Sindicato dos Movimentadores. “Esse é um recurso que servirá para dar sustentação financeira para o sindicato, proporcionando uma melhor estrutura. Dessa forma, a entidade pode contratar advogados e ter uma sede que atenda os sindicalizados.  Com esses repasses, as entidades as quais o sindicato é filiado também se beneficiam”, falou.

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio não enviou representantes para participar da reunião do dia 12.

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)