Pejotização: Marinho diz que governo reforçará combate a fraudes nas contratações

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, afirmou que o governo reforçará a fiscalização trabalhista nas empresas para combater fraudes nas contratações, especialmente a chamada pejotização. 

De acordo com ele, trabalhadores que deveriam ter carteira assinada estão sendo contratados em regime de pessoa jurídica ou por meio do programa microempreendedor individual. 

O ministro explicou que a pasta vai colocar os fiscais na rua para monitorar as empresas e formalizar os trabalhadores que deveriam ter carteira assinada. “Vamos fortalecer a formalização do trabalho, a fiscalização e a negociação coletiva”, disse.

A pejotização ocorre quando empresas contratam trabalhadores como pessoas jurídicas, com o objetivo de economizar encargos trabalhistas e previdenciários, já que, oficialmente, trata-se da contratação de outra empresa para prestar serviços, e não de um funcionário. 

O anúncio de Marinho vem em meio ao aumento da pejotização em empresas de diversos setores, que tem se tornado uma prática comum no mercado de trabalho.  

A pejotização é uma prática ilegal que não apenas precariza as condições de trabalho, mas também prejudica o sistema previdenciário, já que a empresa não recolhe as contribuições devidas.  

No sistema brasileiro, contribuintes ativos sustentam a aposentadoria dos inativos. Sem formalização do mercado de trabalho, essa pirâmide fica desbalanceada. 

O ministro Luiz Marinho também destacou a importância de aprovar a regulamentação do trabalho intermitente e da terceirização, que ainda geram muitas dúvidas entre os trabalhadores e empregadores.  

A regulamentação dessas modalidades de trabalho é importante para garantir que os trabalhadores sejam contratados de acordo com a legislação trabalhista e que as empresas cumpram com suas obrigações legais. 

Compartilhe:

Leia mais
mpt recomendação contadores contribuição sindicatos
Contador não pode incentivar oposição à contribuição sindical, orienta MPT
CSB no Forum Interconselhos 2024
Governo retoma Fórum Interconselhos com G20 Social e Plano Clima em foco; CSB participa
reuniões centrais sindicais 16 e 18 julho
Centrais realizam reuniões por região nos dias 16 e 18 de julho sobre agenda legislativa; participe
reunião CNT 10-7-24
CNT discute ação coordenada diante de transformações no mercado de trabalho
Ernesto e Álvaro CSN reunião Consea
CSB indicará nome para substituir Lino de Macedo no Conselho de Segurança Alimentar
protesto servidores Ipsemg 9-7-24
Em meio a protestos dos servidores, projeto sobre Ipsemg tem votação adiada
ministro do trabalho luiz marinho saqui aniversário fgts
Ministro do Trabalho quer fim do bloqueio do FGTS para quem optou por saque-aniversário
regra-nas-relacoes-de-trabalho-clemente-ganz-lucio
Clemente Ganz: Negociação coletiva e a estratégia de desenvolvimento produtivo
Projeto de lei motoristas em apps
Centrais sindicais criticam alterações em projeto de motoristas em apps
Protesto servidores Ipsemg
Sindicato dos Servidores do Ipsemg convoca para protesto contra projeto sobre o Instituto