financiar-pec-transicao-tcu-propoe-corte-incentivos-fiscais

Para financiar PEC da Transição, TCU propõe corte de incentivos fiscais

O Tribunal de Contas da União (TCU) apresentou uma proposta à equipe de transição de governo para que sejam cortados cerca de 50% dos incentivos tributários concedidos atualmente. A equipe técnica calcula que a medida pode gerar, no médio prazo, em torno de R$ 200 bilhões, valor suficiente para financiar as novas despesas calculadas em R$ 198 bilhões que constam na PEC da Transição. 

A PEC foi apresentada nesta quarta-feira (16) pelo coordenador da equipe de transição, o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin, e o senador eleito Wellington Dias (PT-PI). Se aprovada pelo Congresso, a proposta de emenda à Constituição retira as despesas do futuro Bolsa Família, que pagará R$ 600 por mês por família, do teto de gastos. 

Além disso, o texto inclui o pagamento de mais R$ 150 por criança até 6 anos, valor que também fica de fora da regra que limita gastos. 

Sem o projeto, o valor do auxílio passará a ser de R$ 405 a partir de janeiro, conforme previsto no orçamento para 2023 apresentado pelo governo de Jair Bolsonaro. 

Outro objetivo da proposta é abrir espaço no orçamento para que o salário mínimo tenha aumento real, acima da inflação, conforme prometido pelo presidente eleito, Lula, durante a campanha.

Recursos 

Para financiar essas e outras mudanças propostas pela PEC, o TCU sugeriu a revisão dos cerca de R$ 400 bilhões que o governo deixará de arrecadar no ano que vem devido a renúncias fiscais. Para o presidente interino do Tribunal, Bruno Dantas, o novo governo “deveria avaliar cada programa e eliminar aqueles que não são eficientes”, disse.

“Em nosso relatório, consta a sugestão para que o presidente eleito implemente dispositivo da PEC Emergencial, que determina uma redução pela metade das isenções fiscais, que podem cair de 4% para 2% do PIB”, explicou Dantas. 

Com informações de: G1

Leia também: Lula reafirma que não privatizará Petrobrás e bancos estatais

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra