“O que diferencia a CSB é que eles enfrentam política e juridicamente a reforma trabalhista”, diz advogado sobre Seminário Jurídico

Segunda edição do evento foi realizada em Gramado, no último dia do Congresso Estadual do Rio Grande do Sul

A capacitação para o enfrentamento jurídico da reforma trabalhista continuou na última sexta-feira (20), em Gramado. O Seminário Jurídico sobre a Lei 13.467/17 foi apresentado aos advogados das entidades filiadas no encerramento do Congresso Estadual do Rio Grande do Sul. Para Guilherme Damian, do Sindicato dos Servidores da Justiça do RS (Sindjus-RS), “a proposta de interpretação da CBS é que a reforma atacou, modificou, muitos artigos da CLT, mas não modificou os princípios”, o que, segundo o advogado, é a base para o enfrentamento. “O que diferencia a CSB é que eles enfrentam política e juridicamente a reforma trabalhista. As demais negam a reforma e focam somente na atuação política”, analisou o participante.

Durante todo o dia, teorias sobre os princípios, a interpretação e aplicação da Lei 13.467, bem como contrato de trabalho, reclamações trabalhistas, jornada e arbitragem, estivem em pauta nas aulas de especialistas na área, como o procurador regional do Trabalho do Ceará Francisco Gérson Marques, e Clóvis Renato Farias, doutor em direito e professor.

Segundo Renata Gabert de Souza, advogada do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação de São Luiz Gonzaga, a variedade na abordagem dos temas oferece maior segurança nos enfrentamentos.

“Gostei da diversidade e dos expositores. Existem defesas de pontos contrários, e acho que o contraditório é sempre muito enriquecedor”, disse a participante. Para ela, “o seminário dá outro olhar para a própria defesa”, dando subsídios para futuros trabalhos. “Porque nós estamos num momento de insegurança com o que vai acontecer, e todo o meio jurídico está bem inseguro de como resolver, postura a tomar. Então esse debate é fundamental”, completa a advogada.

Enfoque

O caráter prático das apresentações chamou a atenção dos participantes. Advogada do Sindicato dos Assistentes Sociais do RS (Sasers), Maria Letícia Rodrigues destacou a aplicabilidade dos temas na rotina dos advogados com a nova lei. “Essa experiência se aplica diretamente às nossas questões do cotidiano, com o sindicato, é bem interessante”, explica Maria Letícia, dando destaque para a importância das mediações nos processos.

O Congresso Estadual de São Paulo também contará com uma edição do Seminário, a ser realizado na capital paulista, no próximo dia 27 – saiba mais.

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)