Câmara Municipal de Curitiba aprova campanha de prevenção de acidentes no trabalho

O vereador autor do projeto, Cacá Pereira, está otimista pela sanção do “Abril Verde” antes do final de março

 O projeto de Lei que lança olhar para a prevenção dos acidentes de trabalho, em Curitiba, capital do Paraná, foi aprovado pela Câmara da cidade, na quarta-feira (14). O autor é o vereador e presidente da Seccional da CSB no estado, Agenor “Cacá” Pereira.

Curitiba é a terceira cidade do Brasil com os maiores índices. São 58.459 acidentes registrados desde 2012. Os dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho (MPT), mostram São Paulo, com 294.730 acidentes, e Rio de Janeiro, com 133.232, disparados na frente.

“Esses são os dados que temos. Não há o controle efetivo para fazer política pública efetiva nesse sentido, por isso a prevenção é o melhor caminho. Preservar o trabalhador e a vida humana sai mais barato”, explica Cacá. O máximo que o MPT consegue mensurar é o impacto da economia das empresas causado pelo afastamento, após acidentes, de trabalhadores formais. Segundo levantamento, de 2012 até hoje, o montante atinge 22 milhões.

O projeto intitulado “Abril Verde” é inspirado em duas datas: 7 de abril, quando se comemora o Dia Mundial da Saúde, e 28 de abril, o Dia em Memória das Vítimas de Acidente de Trabalho. O nome também tem origem em uma campanha, de mesmo objetivo, criada pelo do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Estado do Paraná (Sintespar) desde 2014.

Cacá espera que o projeto de lei seja sancionado até abril. “Estou otimista que seja sancionado e logo. É muito positivo expor a importância da saúde e da prevenção, além de ter essa preocupação no calendário da cidade. Mesmo que a sanção não ocorra, faremos atividades e eventos. Estamos ativos no “Abril Verde”, finaliza o vereador.

O Brasil é a quarta Nação do mundo que mais registra acidentes de trabalho. Só está atrás da China, Índia e Indonésia. Por ano, o MPT registra mais de 700 mil acidentes de trabalho. As causas são variadas e vão desde a falta de equipamentos de segurança a exaustão.

 

 

 

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)