SP: Em meio à greve contra privatização, linha privatizada da CPTM tem falha e paralisa

Linha privatizada da CPTM tem falha e paralisa operação – Servidores da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), do Metrô e da Sabesp realizam uma greve unificada nesta terça-feira (3) em protesto contra os planos de privatização dessas companhias por parte do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas.

Enquanto as linhas administradas pelo setor público permaneceram paradas desde a madrugada deste terça, as privatizadas seguiram operando, que o governador utilizou como argumento sobre as vantagens da privatização em entrevista à Globo News no início da tarde.

No entanto, pouco tempo depois, a linha 9-Esmeralda – operada pela ViaMobilidade – interrompeu sua operação por uma falha no sistema elétrico, obrigando passageiros a abandonarem os trens. A circulação foi paralisada entre oito estações, de Morumbi a Villa Lobos-Jaguaré.

Indícios de incêndio, com fumaça saindo nos trilhos da linha concedida à iniciativa privada, foram registrados. Veja no vídeo:

A concessionária informou que ônibus foram acionados para atendimento do trecho.

“Devido à falha no sistema elétrico, às 13h58, a circulação dos trens entre as estações Morumbi e Villa Lobos-Jaguaré, da Linha 9-Esmeralda, está paralisada. Ônibus do sistema PAESE foram acionados para atender o trecho. A operação está normal entre as estações Mendes-Vila Natal e Morumbi e no trecho entre Villa Lobos-Jaguaré e Osasco. Os passageiros estão sendo orientados pelos AAS (Agentes de Atendimento e Segurança) nos trens e estações. Técnicos da ViaMobilidade atuam para apurar as causas da falha e para normalizar a operação”, informa a concessionária em nota.

No momento, a espera por um ônibus que assumiu as operações da Linha-9 é de cerca de 2 horas. Na entrevista à Globo News, antes da pane elétrica, o governado disse que as linhas privatizadas apresentavam cada vez menos falhas – motivo de reclamação constante dos usuários – como resultado dos investimentos da iniciativa privada.

“O que a gente está vendo: a cada dia que passa, menos falhas nas linhas 8 e 9. E a gente vai vendo que nós temos falhas nas linhas 1, na linha 2, a 3. A linha que mais apresenta falha é a linha 15. Então, na verdade a gente está tendo um decréscimo de falhas nas linhas operadas pela iniciativa privada, fruto de investimentos que começa a se materializar”, afirmou Tarcísio, desmentido pelos fatos pouco tempo depois.

Em nota, deputadas e deputados da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) manifestaram apoio à paralisação unificada dos trabalhadores do Metrô, Sabesp e CPTM.

O grupo disse que “repudia as manobras do governador Tarcísio de Freitas de tentar criminalizar o movimento legítimo dos trabalhadores e trabalhadoras das categorias”.

“Estamos engajados no plebiscito promovido pelos sindicatos e entidades sociais e convocamos a população a opinar sobre o tema”, diz o texto.

Greve contra privatizações

A greve dos trabalhadores afeta 9 linhas da CPTM e do Metrô de São Paulo. Funcionários da Sabesp também aderiram à paralisação contra a privatização de equipamentos do estado de SP, visto que o governo Tarcísio também defende a venda da estatal paulista de água e esgoto.

  • Linhas paralisada: 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 15 -Prata, 10-Turquesa, 12-Safira e 13-Jade
  • Linhas funcionando: 4-Amarela, 5-Lilás, 8-Diamante e 9-Esmeralda
  • Linhas funcionando parcialmente : 7- Rubi (de Caieiras a Luz) e 11-Coral (de Guaianases a Luz)

O rodízio de veículo foi suspenso, embora o Zona Azul continue em funcionamento. Aulas e consultas nas rede estadual foram suspensas, mas funcionam na rede municipal da capital paulista.

Cartazes afixados pelos grevistas pedem que Lula impeça privatizações. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Operação especial com ônibus

Às 16h, a prefeitura de São Paulo iniciou uma operação especial no sistema de ônibus municipais a fim de facilitar o retorno da população.

A Secretaria Executiva de Mobilidade Urbana e Transportes e a SPTrans estão mantendo 100% da frota e reforço de 200 veículos no pico da tarde.

Segundo a prefeitura, o passageiro que está no Centro e tem como destino a Zona Leste tem como opção a linha 4310/10, que serve todo o eixo da linha 3-Vermelha do Metrô, para realizar sua viagem.

Outras 16 linhas serão prolongadas, iniciando suas viagens nas estações Tatuapé e Carrão, com o objetivo de oferecer mais opções de transporte aos passageiros nestas regiões, com destino ao bairro.

(Com informações de G1)

Foto 1: Fernando Frazão/Agência Brasil

Compartilhe:

Leia mais
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"
lula critica campos neto
Lula diz que Campos Neto tem lado político e trabalha para prejudicar o país
campos neto presidente bc
Procurador pede investigação sobre influência de bancos na definição dos juros pelo BC
Encontro CSB China
CSB promove encontros com entidades sindicais chinesas em SP e RJ; inscreva-se
CSB-RS conselho plano rio grande
Reconstrução do RS: CSB toma posse como membro do Conselho do Plano Rio Grande
distribuição extra fgts
Após acordo com centrais, governo fará distribuição extra do FGTS aos trabalhadores