SINTSAF é o mais novo filiado à CSB no estado do Ceará

Sindicato representa 4 mil trabalhadores da saúde em Fortaleza

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço de Saúde de Fortaleza (SINTSAF) tornou-se, nesta segunda-feira (16), o mais novo parceiro de luta da CSB. Francisco Albuquerque Moura, vice-presidente da Central, foi quem acompanhou o processo de filiação da Entidade, responsável por defender as reivindicações de cerca de 4 mil servidores da capital do Ceará.

Para Moura, ter “um dos principais e mais atuantes sindicatos do município” na base da CSB representa o fortalecimento do movimento sindical no estado. De acordo com o dirigente, a Central assumiu o compromisso de levantar as bandeiras dos funcionários públicos de todo o Brasil, e “o SINTSAF é um sindicato com grande capacidade de mobilização”.

“Quando se fala em trabalhadores da saúde, englobam-se médicos, agentes comunitários, técnicos em radiologia e outras inúmeras categorias. É por isso que o SINTSAF veio engrossar as fileiras da CSB, o time da CSB. Além de ser um sindicato de tradição, ele é uma entidade muito forte, realizadora de greves e disposta a enfrentar qualquer tipo de batalha, dentro dos procedimentos legais, a favor dos direitos dos funcionários que zelam pelo bem-estar da sociedade”, destaca o sindicalista.

Presidente do SINTSAF, entidade com mais de vinte anos de história, o Dr. Plácido Sobreira Filho afirma que a parceria junto à CSB significa não só apoio à estrutura institucional do Sindicato, mas, principalmente, respaldo à toda a categoria. Segundo Sobreira, a credibilidade e a experiência da Central poderão guiar os servidores a conquistas históricas.

“O Sindicato analisou e viu na CSB a central mais organizada e mais compromissada, porque ela só faz ajudar, colaborar e fortalecer o movimento e as lutas das entidades sindicais pelo Brasil afora. E isso é muito importante: a presença e participação. Com esta dupla, com certeza, o Sindicato passará a ter mais força em todos os enfrentamentos que serão feitos daqui por diante”, prevê o dirigente.

Ainda de acordo com o presidente do SINTSAF, as principais reivindicações da categoria são: a reposição salarial equiparada ao índice de 10,67% da inflação acumulada em 2015; o impedimento de perdas de direitos durante a aposentadoria; a garantia de isonomia e pagamentos de precatórios, a implantação do piso salarial e o descongelamento de reajustes legais.

Na data oficial da assinatura da filiação, a CSB, na representação do vice-presidente Francisco Moura, reforçou seu engajamento nas ações promovidas pelo SINTSAF. Segundo Moura, “a Central assumiu a responsabilidade com toda a diretoria do Sindicato e se fará presente, apoiando politicamente e sempre respaldando as lutas dos trabalhadores”. “Estaremos juntos a partir de agora”, assegura o dirigente.

* Na foto, o vice-presidente Francisco Moura, o presidente do SINTSAF Dr. Plácido Filho e o presidente Antonio Neto encontraram-se no IV Congresso Internacional de Direito Sindical.

Compartilhe:

Leia mais
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"
lula critica campos neto
Lula diz que Campos Neto tem lado político e trabalha para prejudicar o país
campos neto presidente bc
Procurador pede investigação sobre influência de bancos na definição dos juros pelo BC
Encontro CSB China
CSB promove encontros com entidades sindicais chinesas em SP e RJ; inscreva-se
CSB-RS conselho plano rio grande
Reconstrução do RS: CSB toma posse como membro do Conselho do Plano Rio Grande
distribuição extra fgts
Após acordo com centrais, governo fará distribuição extra do FGTS aos trabalhadores