Sintes fortalece categoria de Técnicos de Segurança no Trabalho com apoio da CSB/MT

Gerir uma entidade sindical nunca foi fácil, mas em tempos de Reforma Trabalhista em voga tudo o que os líderes mais têm que ter é apoio e estratégias sérias de ações para conseguir fazer a manutenção de seus trabalhos e garantir a qualidade de vida dos seus sindicalizados. Nessa questão algo que vem somar a este fortalecimento é a vinda da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) para Mato Grosso sob a gestão de Diany Dias. Inaugurada em junho de 2017, a entidade tem contado com uma diretoria atuante que tem dado o respaldo necessário e ido ao enfrentamento nos momentos mais cruciais do embate sindical em solo mato-grossense.

Um desses sindicatos é o representado por Antonio Santana Leite Correa, atual presidente do Sindicato dos Técnicos em Segurança do Trabalho do Estado de Mato Grosso (Sintes/MT) e Secretário-Geral da Secretaria de Saúde e Segurança do Trabalho da CSB/MT. Em entrevista ele explica como ficou o cenário com o fim da contribuição sindical, que agora é voluntária e qual o plano de trabalho de sua pasta na entidade estadual. Se você é do segmento de Segurança do Trabalho e quer fazer parte de um sindicato e Central forte, entre em contato com o Sintes pelo telefone: (65) 99297-7250 (Antônio) ou pelo e-mail [email protected]. Quer saber como funciona tudo? Confira a entrevista abaixo:

CSB/MT – Como ficou a situação de seu sindicato com a contribuição agora ‘voluntária’?

Antônio – Já estava difícil porque o meu sindicato é especifico para técnico em segurança do trabalho. Esse segmento é muito espalhado pelo estado e, por isso, tenho dificuldade para ir até cada um dos trabalhadores e, até mesmo, fazer uma assembleia-geral porque, às vezes, não dá quórum e aí vivemos a luta de ligar para cada um deles para poder convencê-los a fazer parte do sindicato e também contribuir com a entidade e garantir sua manutenção.

CSB/MT – Conseguiu reverter? Se sim, como? Se não, como esse desfalque vai ser sanado para dar continuidade à manutenção do Sindicato?

Antônio – O sindicato, juntamente com a CSB, está montando um plano estratégico para poder reverter isso com outro benefício oferecendo para o os trabalhadores para poder receber as contribuições para poder manter a base do sindicato.

CSB/MT – Como a CSB tem ajudado o seu sindicato?

Antônio – A CSB tem nos dado muito apoio em tudo. Por exemplo: espaço para o sindicato, apoio jurídico, de comunicação e também deixa o sindicato à vontade para poder lutar pela categoria.

CSB/MT – Como é o trabalho de sua pasta?

Antônio – É fazer movimento grande e sério para que possamos prevenir os acidentes de trabalho de um modo geral através de palestras educativas, orientações, laudos, etc.

CSB/MT – Como a CSB/MT tem trabalhado nesse quase um ano de lançamento em MT?

Antônio – Na verdade assumi a pasta no final do ano e estamos montando um Plano- Piloto de Saúde e Segurança do Trabalho para poder levar para toda a base de nossos sindicatos filiados.

CSB/MT – Quantos sindicalizados seu sindicato tem?

Antônio – São 6 mil técnicos aqui no estado, mas ainda somente 200 filiados.

CSB/MT – Quais as maiores dificuldades que encontrou no trabalho que vem sendo desenvolvido como sindicalista à frente do seu sindicato e quais avanços conseguiu?

Antônio – Dificuldade é não poder trazer toda a base para o sindicato por falta de recursos para ir até onde o trabalhador está espalhado pelo estado. Já os avanços que, somente agora, estou começando a ter apoio da CSB para ir até a a base buscar o trabalhador para o sindicato.

CSB/MT – Por que fazer parte da CSB?

Antônio – Primeiro porque fui bem recebido aqui pelos companheiros, a Diany (Dias) e o Wagner (Oliveira, vice-estadual da CSB) e, segundo, porque aqui se junta força para lutar com todos e com tudo.

CSB/MT – Alguma outra consideração que ache importante ressaltar?

Antônio – Estamos montando um projeto do e-social que vem para unificar a questão de contabilidade e segurança do trabalho. Esse é um modo de o governo fiscalizar as empresas e todos outros segmentos, então trabalhamos para poder ajudar os técnicos em segurança do trabalho e as empresas também nesse segmento que, portanto, vai gerar emprego para os técnicos e, com isso, vamos fortalecer nossa base!

Fonte: CSB: MT

 

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)