Protesto_servidores_mg

Servidores do Ipsemg se manifestam em BH e cobram pagamento de salário em dia

Ato foi organizado um dia depois de o governador Fernando Pimentel (PT) sinalizar atraso entre dois e três dias do salário, previsto para ser pago no dia 16.

Servidores do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) protestaram, nesta sexta-feira (11), em Belo Horizonte, depois que o governo do estado informou que vai atrasar o pagamento do salário referente ao mês de abril.

Os manifestantes ocuparam as alamedas Vereador Álvaro Celso e Ezequiel Dias, em frente ao Hospital do Ipsemg, no Centro da capital mineira. O cruzamento foi fechado e o trânsito, interrompido. Houve confusão entre o grupo e motoristas.

O ato foi organizado um dia depois de o governador Fernando Pimentel (PT) sinalizar atraso entre dois e três dias do salário, previsto para ser pago no dia 16.

O adiamento, segundo o governador, é necessário por causa dos servidores que estariam sob suspeita de acumular cargos irregularmente.

A lista com mais de 90 mil nomes já foi repassada pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais para a análise do governo.

A Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais informou que um grupo vai verificar a lista de servidores sob suspeita de acumular cargos irregularmente e que, na próxima segunda-feira (14), vai anunciar se será necessário liberar uma nova folha de pagamento.
Somente na segunda será divulgada a data certa do pagamento referente a abril. Por causa da crise financeira, desde fevereiro de 2016, os servidores mineiros são pagos em até três parcelas.

Veja matéria da Globo de Minas Gerais.

Fonte: G1

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra