IMG-20170726-WA0003

Plano Safra libera créditos para trabalhadores rurais de Sapopema (PR)

R$ 2,3 bilhões serão destinados para agricultura familiar no Paraná

No dia 25 de julho foi lançado no munícipio de Sapopema (PR) o Plano Safra, uma linha de crédito voltada para pequenos e médios produtores rurais com juros que vão de 2,5% a 5,5%. O plano faz parte do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF).

Silvana Cândido, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Sapopema, explica que o PRONAF é uma política pública conquistada pelo Movimento Sindical dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (MSTTR), que tem como propósito financiar projetos que gerem renda aos agricultores familiares com taxas de juros reduzidas.

O evento de lançamento foi promovido pelo sindicato em parceria com o Banco do Brasil e tem apoio da Secretaria da Agricultura da cidade e da associação de agricultores. O Plano Safra Nacional foi lançado em 31 de maio pelo governo federal com a disponibilização de recursos previstos em 30 bilhões. “Os recursos disponibilizados para o estado do Paraná são de R$ 13,6 bilhões dos quais R$ 2,3 bilhões serão destinados para agricultura familiar”, disse Silvana.

De acordo com a dirigente, os trabalhadores rurais que desejem acessar o benefício devem apresentar a DAP (Declaração de Aptidão), emitida pelos sindicatos de trabalhadores rurais, e a elaboração de projeto para custeio das lavouras ou investimento na propriedade. “Esse benefício é muito importante porque o PRONAF movimenta cerca de 30% da economia do município”, avalia.

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra