Os desafios dos Policiais Federais pela segurança do Brasil

Mudanças estruturais e investimento em tecnologia estão entre as demandas da categoria em todo o País

Com aumento na visibilidade de importantes operações de combate à corrupção, como a Lava-Jato, a Polícia Federal, criada durante o governo de Getúlio Vargas, assumiu seu papel de protagonista no combate aos crimes de colarinho branco no País. E nesta sexta-feira (16) os profissionais da categoria em todo Brasil comemoram o Dia do Policial Federal, data criada pelo Decreto 5279/2004.

Apesar da situação menos conturbada em comparação a anos anteriores, segundo Flávio Werneck– presidente do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (Sindpol/DF) e vice-presidente da Central do Sindicatos Brasileiros (CSB) –, ainda é necessária mudança efetiva na PF, que conta com mais de 10 mil policiais na ativa em seu quadro.

“Precisamos de mudanças estruturais, a primeira delas deve ser a meritocracia, ou seja, uma mudança na estrutura de carreira da PF, onde o mais competente possa ter a motivação para olhar para cima e ver onde pode chegar. Uma carreira de apoio forte. O Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (SINPECPF) tem que ser fortalecido para que a atividade-meio seja melhor implementada e para que o policial possa ir para atividade-fim e largar a burocracia”, disse Werneck, que também citou como necessário uma estrutura como a do FBI, para que o os policias usem cada vez mais as tecnologias disponíveis.

Werneck, que também é vice-presidente da Federação Nacional dos Policias Federais (FENAPEF), fez um balanço positivo de 2018 para a categoria. “Este último ano conseguimos receber parcelas do acordo econômico que a gente tinha feito com o governo. Mesmo eles tentando adiar, conseguimos manter por vias judiciais. Conseguimos também a manutenção do regime de aposentadoria dos policiais, que foi amplamente ameaçado”, explicou o dirigente.

Segundo ele, a burocracia ainda dificulta a evolução da categoria e da própria Polícia Federal.

“Tivemos algumas propostas bem ruins, que burocratizam o nosso sistema de processo penal e nosso sistema de segurança pública, em detrimento de uma boa prestação de serviço à sociedade. A apresentação do relatório do Código de Processo Penal, que é extremamente burocrático e contraproducente, é um dos exemplos que a gente tem e que estamos lutando para que não evolua”, completou.

Apesar da melhora das condições, o dirigente também alerta para iniciativas ruins que ainda permanecem vivas.

“Nossa situação está mais tranquila do que há quatro anos atrás, tivemos uma restruturação financeira, que deu uma aliviada. Mas o assédio moral e o péssimo ambiente de trabalho também continuam. Ainda temos um longo caminho a percorrer. A gente tem acompanhado isso através do atendimento psicológico”, finalizou. Werneck espera que bons exemplos em todo o mundo sejam aplicados no Brasil para combater a crise na segurança pública.

Entre esses exemplos, está a independência investigativa, onde o policial que esteja investigando não sofra influência política e o sistema abreviado de julgamento para crimes em flagrante, assim como acontece no Chile e no Uruguai.

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)