IMG_2256_d

Neto recebe comenda de Honra ao Mérito da Câmara de Belo Horizonte

Numa cerimônia que contou com a presença de dirigentes sindicais de nove estados do país, parlamentares estaduais e municipais, prefeitos e empresários, o presidente do Sindpd e da Central Sindical de Profissionais (CSP), Antonio Neto, recebeu nesta quinta-feira (10) o diploma de Honra ao Mérito, concedido pelo povo de Belo Horizonte por meio da Câmara Municipal.

De autoria do vereador Moamed Rachid (PDT), o título é um reconhecimento pela história de dedicação e conquistas de Antonio Neto em favor dos trabalhadores. “A retidão da trajetória sindical e humana faz de Neto uma das principais lideranças deste país. Seu compromisso com o avanço econômico, o crescimento industrial e as causas trabalhistas são compartilhadas por mim e por esta casa que o prestigia”, disse Rachid em discurso .

Tomado pela emoção, Neto agradeceu o carinho do povo mineiro e fez uma síntese de sua trajetória como profissional de TI e dirigente sindical, o qual lhe permitiu ocupar postos de destaque no Brasil e no exterior. “Todos aqui sabem o quanto é difícil a vida de líder sindical. Mas quando lutamos com o coração esta missão é prazerosa. Em cada minuto de minha história prezei pela honradez, pois o homem e a honra são um só. Muitas vezes sofri críticas por tentar fazer o que considero correto, tendo uma postura proba. Esta é a minha índole, este é meu dever”, disse.

Neto já foi presidente da Federação Sindical Mundial (FSM) – agora ocupa a vice-presidência -, é presidente da Federação Interestadual dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação (Feittinf) e também do Sindicato dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação (Sindpd).

Ao se referir à CSP, central sindical que está em processo de construção, Neto afirmou que esta batalha renovou suas energias. “Sabemos que a atualidade e o povo brasileiro nos exigem esta tarefa. O nosso compromisso com o país exige de nós esta empreitada. Nossa consciência nos mostra que este é o caminho para a construção de um país mais desenvolvido e justo”, afirmou.

O presidente da CSP enfatizou que “não podemos ter medo dos desafios. Todos aqui já devem ter ouvido falar do famoso discurso de Franklin Roosevelt na sua posse em 4 de março de 1933, período em que o mundo estava numa crise catastrófica. Roosevelt disse que ‘a única coisa que devemos temer é o próprio medo’. Palavras semelhantes foram lembradas pela Presidenta Dilma Rousseff, outra mineira ilustre, em entrevista na revista Época, em 2009: ‘Cuidado! só você pode se derrotar’. Sabemos muito bem disso e estamos prontos para a vitória”.

Leia a íntegra do discurso de Antonio Neto:

Agradecimentos,

MEUS AMIGOS, MINHAS AMIGAS

Após um período de trovoadas, de enfrentamentos e de ter sofrido os mais desleais e desrespeitosos ataques de toda a minha vida, venho aqui hoje para receber esta homenagem.

Confesso a vocês que meu peito está tomado pelo orgulho, pela alegria e pelo agradecimento.

Fui formado com princípios. Meu pai, o velho Guarino, filho desta terra de heróis e revolucionários que é Minas Gerais, me ensinou que nada é mais valioso para um homem do que o seu caráter. Guarino me ensinou e deixou registrado em seu livro que a história é pródiga, registra a existência de traidores e Judas. Muitos se venderam por poucas moedas, indo em cambulhada a sua dignidade. Devemos relegá-los ao esquecimento e ao limbo de onde nunca deveriam ter saído.

A falta de caráter gera ingratidão, gera ódio, perversidade e rancor. Cria monstros capazes de apagar de suas mentes a dedicação e a lealdade com que um companheiro sempre guiou sua trajetória e sua relação.

Contudo, Alex Alvarenga, militante da VPR e companheiro de Carlos Lamarca, já tentou mostrar o caminho, afirmando que “sempre o mais importante será as relações humanas. Quem não entender isso nunca será um verdadeiro militante. Como ser um militante político sem ser um militante humano, um militante do humano?”.

Não há como, é impossível, é humanamente impossível.

Mas isso passa, é passageiro, como nos ensinou Mário Quintana: “Eles passarão, eu passarinho”.

Por isso, ao ódio respondemos com o amor. Aos caluniadores respondemos com a verdade. Aos ingratos deixamos a nossa indiferença. E aos amigos, companheiros, camaradas, dedicamos a nossa lealdade e nosso coração.

Muito obrigado a todos vocês.

COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS,

Foi difícil encontrar palavras para expressar com precisão o tamanho da minha alegria. Sei que estes momentos ficam marcados em nossa vida. Eu só tenho a agradecer.

Agradecer esta terra que tem sido tão generosa comigo. Agradecer este povo acolhedor, lutador, que tem marcado minha história com momentos inesquecíveis. Em Minas Gerais nasceram as pessoas que passaram e deixaram marcas de amor e carinho em meu coração. Aqui nasceu o meu pai, mineiro de Maria da Fé. Líder sindical, militante do humano e exemplo para mim.

Nesta terra de muitos mártires, terra de Tiradentes, de Juscelino, de Tancredo, nasceu e cresceu um dos grandes amigos e companheiros que tive o prazer de cultivar nesta vida de lutas, o presidente e amigo Itamar Franco, pessoa que tive o prazer de conviver e o orgulho de chamar de amigo.

Não estendo estas palavras individualmente a todos aqui presentes para não cometer injustiças. Mas não tenham dúvidas de que cada um de vocês, mineiros ou de outros estados, fazem parte de minha vida, são amigos que carrego no peito.

HOMENAGEM À ROSA

Antes de prosseguir, quero render uma justa e pessoal homenagem. Homenagem à minha companheira, minha amiga, meu amor Rosa Maria.

Como você sabe, sou admirador de Fernando Pessoa e dele pego emprestadas as palavras para sintetizar meu carinho e admiração por você. Em certo poema, Pessoa afirmou:

“Rega as tuas plantas,

Ama a tua Rosa.

O resto é sombra

De árvores alheias”.

Obrigado Rosa Maria por cada minuto que desfrutamos juntos. Espero ter regado minha planta o suficiente, pois meu amor é indescritível.

MEUS AMIGOS, CAROS DIRIGENTES SINDICAIS

Todos aqui sabem o quanto é difícil a vida de líder sindical. Mas quando lutamos com o coração esta missão é prazerosa.

Em cada minuto de minha história prezei pela honradez, pois o homem e a honra são um só. Muitas vezes sofri críticas por tentar fazer o que considero correto, tendo uma postura proba. Esta é a minha índole, este é meu dever.

Nestes anos de luta construí muitas amizades, enfrentei muitas batalhas e deixei a minha contribuição nos avanços da classe trabalhadora no Brasil e no mundo.

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra