Governador-Valadares-dia-2-1-020-e1456937467653

Manhã de luta em Governador Valadares

No terceiro dia de greve (2 de março), os servidores públicos municipais – coordenados pelo Sindicato da categoria (SINSEM-GV) e apoiados pela FESERP-MG, através do presidente Cosme Nogueira – empreenderam mais uma manhã de luta. Logo nas primeiras horas do dia, os sindicalistas compareceram ao “Barracão” da Prefeitura (secretaria de Obras) para conversar com os companheiros e divulgar a programação desta quarta-feira (2 de março). Em seguida, ainda no período da manhã, na sede do SINSEM-GV aconteceu uma reunião dos profissionais da rede municipal de ensino. Paralelamente, grupos orientados pelo Sindicato foram aos locais de trabalho, no trabalho de corpo-a-corpo e convencimento da importância da greve. “O que estamos vendo é uma maciça participação feminina na greve. Elas estão de parabéns, mas é preciso que os homens também participem com a mesma desenvoltura”, observou Cosme Nogueira.

Para a parte da tarde está previsto uma concentração no Sindicato, a partir das 17h, para uma passeata em direção à Câmara Municipal. Os trabalhadores vão aproveitar uma Audiência Pública, marcada para as 19h na sede do Legislativo, para voltar a pressionar os vereadores, pelo cumprimento da Lei 170/2014, já aprovada, que concede reajuste salarial de cerca de 15%, referente aos meses de outubro/2015 e janeiro/2016, aos servidores.

Além disso, os servidores públicos municipais de Governador Valadares reivindicam reposição das perdas salariais (calculadas pelo DIEESE em 18,21%), o repasse do desconto salarial para o plano de aposentadoria, plano de saúde dos profissionais e melhores condições de trabalho.

Fonte: FESERP-MG

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra