Mais forte e unido, Sindpd inicia mobilização para campanha salarial 2014

Seminário de pauta é marcado por reivindicações de PLR, VR e Aumento Real para toda a categoria

Garantir o Vale-Refeição (VR) para toda a categoria de TI; obter Aumento Real compatível com o crescimento do setor; e a consolidação da Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR), foram os três pilares das reivindicações feitas no Seminário de Pauta realizado nos últimos dias 24, 25 e 26 de outubro. O evento, que reuniu economistas, políticos e outras personalidades no hotel Mercure, zona norte de São Paulo, teve seu ponto alto no sábado, quando diretores do Sindpd e demais dirigentes sindicais, debateram mudanças e melhorias da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) do profissional da Tecnologia da Informação.

“Assim como no ano passado, o cenário continua favorável para uma boa negociação”, explica Neto, citando dados da consultoria IDC, que prevê para este ano média de 10% no crescimento do setor de TI, no Brasil. O que, segundo o presidente, “assegura uma margem significativa para as empresas concederem aumento real, PLR e VR para todos os trabalhadores”.

“É preciso lembrar, também, que desde o início deste ano o Sindpd conquistou mais de 900 acordos de PLR firmados entre renovações e primeiras assinaturas. Com isso, o número de associados atingiu a casa dos 48 mil filiados”, lembrou Neto.

O apoio da Federação Interestadual dos Trabalhadores em Processamento de Dados, Serviços de Informática e Tecnologia da Informação (Feittinf) e da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) também foi destacado pelo presidente. “Esta é a primeira campanha salarial com a Feittinf, CSB e sindicatos filiados. Há algum tempo o Sindpd decidiu fazer o seminário para discutir a pauta de reivindicações, levando para toda a diretoria conteúdo, formas de negociação e informações relevantes para este momento. Sabemos que cada campanha tem um perfil, mas o que não muda é a sacanagem do patronato”.

Outra preocupação citada pelo presidente são os direitos iguais entre trabalhadores que atuam em Estados diferentes. “Um dos meus sonhos é que a Feittinf faça acordos nacionais ou interestaduais ou dentro das próprias empresas para garantir que o funcionário de Joinville tenha os mesmos direitos de funcionários de são Paulo, por exemplo”, disse.

Durante os dois primeiros dias foi possível trazer aos debates diversas questões relacionadas à política, economia e luta sindical. As palestras abordaram temas como direito eletrônico e digital; desafios do mercado de trabalho e movimento sindical; a arte de liderar; dívida pública; interesses econômicos ligados ao aquecimento global; a desnacionalização do setor de tecnologia e seus efeitos para a economia; a manipulação do poder pela imprensa e a terceirização, por meio do polêmico PL 4330. “Os palestrantes que participaram do Seminário foram cuidadosamente selecionados para trazer conteúdo relevante que contribuem com a nossa preparação para a Campanha Salarial 2014”, enfatizou o presidente Antonio Neto.

De acordo com José Gustavo de Oliveira Netto, Secretário-Geral do Sindpd, todos os anos o sindicato está habituado a receber diversas sugestões dos trabalhadores para serem discutidas no Seminário de Pauta, mas esse ano, em particular, o Sindpd recebeu um número de reivindicações consideravelmente maior que dos outros anos, “o que significa que estamos fazendo uma boa campanha de divulgação e trazendo os profissionais da categoria pra dentro do sindicato, aumentando o interesse desses trabalhadores pelo próprio Sindpd”, afirma. Ainda segundo Gustavo, a maioria das reivindicações recai sobre os benefícios, como VR, PLR e outros. “O Sindpd, historicamente, tem conseguido aumento salarial com índice superior à inflação, o que significa que a maioria dos trabalhadores está satisfeita com esses reajustes, o que querem são melhorias nos benefícios”.

Há alguns processos antes de encaminhar as reivindicações ao sindicato patronal. Após o Seminário de Pauta, as alterações e sugestões são organizadas dentro de uma cartilha que é enviada, por e-mail e também por correio, a cada associado para apreciação. Depois, ocorre o lançamento da Campanha Salarial – a SindpdFest. O evento deste ano está marcado para o dia 23 de novembro. Nesta data, o sindicato reitera as questões fundamentais a serem reivindicadas e convida todos os trabalhadores para as assembleias, onde as propostas serão debatidas e aprovadas.

Fonte: Sindpd

Compartilhe:

Leia mais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"