Central dos Sindicatos Brasileiros

GREVE GERAL – Acompanhe a cobertura em tempo real

GREVE GERAL – Acompanhe a cobertura em tempo real

Mais de 35 milhões de trabalhadores em todo o Brasil saíram às ruas para protestar contra as reformas trabalhista e da Previdência. Dirigentes sindicais da CSB estão espalhados pelo País comandando as mobilizações.

“A greve geral está sendo um sucesso, conseguimos parar o Brasil e mandar um recado retumbante para o Congresso de que os trabalhadores não aceitarão a volta da escravidão e o fim da aposentadoria”, afirmou o presidente da CSB, Antonio Neto.

O dirigente é categórico ao falar sobre a luta dos trabalhadores na defesa de seus direitos. “Apesar de todo o terrorismo feito pelo governo, o País parou. Independente das decisões absurdas da Justiça, que tentou intimidar o movimento sindical com multas, os trabalhadores não fraquejaram. E se tiver que pagar estas multas, vamos pagar, pois os recursos das entidades sindicais existem para isso, ou seja, para custear a luta em defesa dos trabalhadores e do País. Por isso o movimento sindical é tão atacado por esta elite escravagista que quer vassalos, e não empregados”.

Acompanhe a cobertura em tempo real.

Clique aqui e veja a galeria de fotos das mobilizações em todo o Brasil.

 

ACRE

13h – Manifestação já reúne mais de 30 mil trabalhadores.

10h45 – Mesmo debaixo de muita chuva, mais de 20 mil pessoas estão nas ruas da capital e no Palácio Rio Branco.

ALAGOAS

Maceió

12h – Trabalhadores do Ministério da Saúde e FUNASA mantêm suas atividades paralisadas.

10h – Servidores do Ministério da Saúde cedidos ao Município de Palmeira dos Índios paralisam as atividades nesta sexta-feira.

9h20 – Dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal (SINTSEP/AL) concentram-se em frente ao Ministério da Fazenda, na Praça Dom Pedro II, no centro de Maceió.

6h30 – Servidores públicos federais estão mobilizados em Maceió. Jogelson Veras, 2º secretário dos Servidores Públicos, comanda os atos.

BAHIA

Salvador

15h20 – Cera de 30 mil pessoas estão concentradas no bairro do Campo Grande.

14h – Passeata pelas ruas da capital segue com os trabalhadores.

6h – A capital amanheceu sem ônibus nas ruas.

CEARÁ

Fortaleza

11h20 – Sindviários, agentes penitenciários, contabilistas, vigilantes, portuários, vigias portuários, arrumadores e dirigentes do Sintarc e do Sinditaxi participam da mobilização. A adesão à greve é de 90% dos trabalhadores. O porto de Mucuripe está parado.

“É o povo dizendo não às reformas trabalhista e previdenciária e ao retrocesso”, diz o vice-presidente da CSB Francisco Moura.

DISTRITO FEDERAL

Brasília

13h25 – O Ato em Brasília termina com a presença de mais de 30 mil trabalhadores. “Um movimento que mostrou para o governo que a população está muito insatisfeita com a falta de diálogo e com as reformas. A partir desse movimento, temos de fazer outros para que suspendam essas reformas”, disse Flávio Werneck.

12h40 – Manifestantes chegam ao Congresso. “Não aceitamos trocar nossos direitos por reformas”, discursou Flávio Werneck, vice-presidente da CSB.

11h – Começa a passeata da Esplanada até o Congresso Nacional.

10h – Mais de 1 mil pessoas concentradas em frente ao Museu Nacional da República, em Brasília. Centrais estão com carro de som mobilizando os trabalhadores. Paralisação completa das atividades no CEASA (Centrais de Abastecimento do Distrito Federal). A frota de táxi da capital federal aderiu à mobilização.

GOIÁS

Goiânia

Balanço – Participação do Sindicato dos Instrutores de Autoescola, juntamente com policiais, movimentadores de mercadorias, agentes penitenciários e peões de rodeios no fechamento da entrada do DETRAN.

Os oficiais de justiça e os gestores públicos seguiram para a Assembleia Legislativa. Em seguida, os trabalhadores se concentraram na Praça do Bandeirante e fecharam o Eixo Anhanguera, principal corredor de ônibus, dos bancos e do comércio local.

14h – A capital está parada. Taxistas, motoristas de ônibus e o comércio aderiram à greve, bem como o DETRAN.

11h25 – O Detran está fechado. Policiais participam da mobilização.

MARANHÃO

São Luís

10h50 – Sindicato dos Comerciários comanda o fechamento das poucas lojas abertas na Rua Grande.

6h30 – Todas as garagens de ônibus ocupadas. Não há circulação de nenhum transporte coletivo na cidade. A BR135, o Porto do Itaqui, a Área Itaqui-Bacanga e o aeroporto estão ocupados. As agências bancárias não funcionarão. O 2º secretário dos Trabalhadores na Agricultura Familiar e Cooperativismo, Wennder Rocha, está à frente das mobilizações.

MATO GROSSO

Cuiabá

10h40 – Trabalhadores já se concentram na Praça Ipiranga, no centro, para o grande ato que acontecerá às 15 horas.

MATO GROSSO DO SUL

Campo Grande

11h30 – Cerca de 70 mil pessoas se mobilizam na capital.

MINAS GERAIS

Belo Horizonte

16h20 – Trabalhadores participam de ato unificado das centrais na Praça Sete.

Juiz de Fora

16h20 – FESERP-MG e CSB estão juntas e mobilizadas contra as reformas.

Ijaci

9h40 – A mobilização que começou às 6h30, na entrada da cidade, segue para a Praça da Matriz.

Pirapora   

9h40 – Ato unificado de sindicatos na rodovia próxima ao município.

Teófilo Otoni

9h40 – Concentração na Praça Tiradentes, com caminhada até a BR-116/Rio-Bahia.                      

Nova Serrana

9h40 – Trabalhadores do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, mobilizados desde as 8h, na Praça do Lago, seguem em caminhada até o centro da cidade.

São Sebastião do Paraíso

9h40 – Servidores do INSS se mobilizam contra os retrocessos propostos pela Reforma da Previdência.

PARÁ

11h40 – O Sindicato dos Enfermeiros do Pará (SENPA) participa neste momento da greve geral em Belém.

9h30 – Concentração dos trabalhadores na Praça da República, em Belém.

PARAÍBA

João Pessoa

13h20 – Comando da Greve se prepara para ato público no ponto de Cem Réis, que ocorrerá à tarde.

12h25 – Membros do Comando de Greve estão na Rádio Tabajara conscientizando a massa trabalhadora.

8h25 – As principais ruas da capital, João Pessoal, estão bloqueadas. Trabalhadores mobilizam-se em frente a estabelecimentos comerciais da cidade.

PARANÁ

8h – Em Curitiba, os terminais de ônibus estão vazios. Rodovias estão bloqueadas.

PERNAMBUCO

8h – Rodovias bloqueadas. Os ônibus não estão circulando.

RIO GRANDE DO SUL

Porto Alegre

13h20 – Assistentes sociais e administradores estão mobilizados no Largo Glênio Peres.

11h50 – Dirigentes da CSB chegam ao Largo Glênio Peres.

6h – Bloqueios em rodovias e também em avenidas. Na capital, Região Metropolitana e no interior do Rio Grande do Sul, a circulação de trens e ônibus está suspensa.

RONDÔNIA

Porto Velho

11h30 – A capital, Porto Velho, está parada. Trabalhadores se mobilizam em todas as regiões.

SANTA CATARINA

Florianópolis

12h – Caminhada pelas ruas da capital catarinense conta com centenas de trabalhadores.

7h20 – A BR SC 401 está fechada em frente ao Shopping Itaguaçu, sentido sul; e a BR 101, nos dois sentidos, em frente ao Fort. Trabalhadores mobilizados nos dois locais.

Barra Velha

12h – Manifestação segue pelas ruas da cidade.

SÃO PAULO

Capital

10h – “É a Central dos Sindicatos Brasileiros contra a reforma da Previdência e trabalhista, e muito mais que isso, na defesa dos direitos dos trabalhadores. Não podemos permitir que os direitos dos trabalhadores sejam tomados de forma tão incestuosa”, criticou João Antonio Nunes, vice-presidente do Sindpd e da CSB, durante a mobilização nas empresas de TI.

5h – Metrô, trens e ônibus não estão circulando.

A adesão dos trabalhadores de tecnologia da informação do estado de São Paulo interrompeu as atividades em grandes companhias do setor nesta sexta-feira. Há paralisações em empresas privadas como Totvs e Sonda e nas estatais Cobra Tecnologia, Prodam e Prodesp, responsáveis pelas áreas de tecnologia do Banco do Brasil, da Prefeitura de São Paulo e do governo estadual.

Desde a madrugada desta sexta-feira, os profissionais de TI também se concentram na portaria das companhias da área, ao lado de dirigentes do Sindpd. Há relatos de adesão em todo o estado. Os profissionais protestam contra os ataques aos direitos trabalhistas e previdenciários.

Jundiaí

9h50 – Mais de 1500 trabalhadores e dirigentes sindicais estão na região. Estradas, fábricas e lojas no centro da cidade estão fechadas. Os movimentadores de mercadorias da região participam dos atos.

9h20 – Em Jundiaí, dirigentes e trabalhadores do Sindpd e SEAAC estão mobilizados nas ruas da cidade.

Itatiba

9h30 – Metalúrgicos estão mobilizados em frente à empresa BorgWarner.

4h50 – A Rodovia Dom Pedro está bloqueada nos dois sentidos. Os municípios de Vinhedo, Jarinu, Louveira e Itupeva estão mobilizados, com paralisações de várias categorias, como metalúrgicos e movimentadores de mercadorias. José Avelino Pereira (Chinelo), vice-presidente da CSB, está à frente das paralisações.

Guarulhos

15h40 – Entrevista coletiva para a imprensa local junto às demais lideranças sindicais da cidade, no Sindicato dos Metalúrgicos.

12h30 – Mais de 1500 pessoas concentram-se na manifestação da Praça Getúlio Vargas. “Essas reformas vão afetar todos os trabalhadores, seja do setor público ou do privado. Vivemos um momento em que os poderes da República foram sequestrados pelo mercado”, afirma Alvaro Egea em relação às reformas em tramitação no Congresso.

9h20 – O protesto dos trabalhadores está na Av. Tiradentes, em direção à Praça Getúlio Vargas. Na Dutra, a manifestação recebeu apoio das pessoas que estão em frente às empresas que margeiam a via, inclusive daqueles que estão na empresa de ônibus Vila Galvão, local onde há dezenas de ônibus municipais parados. Assista ao vídeo: 

https://www.facebook.com/SindVestuarioGuarulhos/videos/765875170260495/

5h – Mais de 500 pessoas na Rodovia Presidente Dutra. O secretário-geral da CSB, Alvaro Egea, comanda a paralisação. Caminhada na rodovia até o centro de Guarulhos, na Praça Getúlio Vargas, onde será feita uma concentração dos trabalhadores e dirigentes sindicais.

“Os trabalhadores brasileiros não aceitam essas reformas. Os deputados só conversam com os empresários, e não chamam os trabalhadores para a mesa de negociação. Nós queremos ser ouvidos, queremos participar da negociação. O governo Temer só conversa com os empresários. O Brasil está dando esta demonstração de força e de coragem para enfrentar todos os obstáculos injustos”, diz Egea.

Santos e Baixada Santista

10h50 – As mobilizações aconteceram na entrada de Santos e de São Vicente. Em conjunto com outras centrais, o diretor José Carlos dos Santos (Sindpd) participou de uma manifestação que bloqueou, por algumas horas, a estrada que dá acesso à cidade. Outro protesto paralelo, acompanhado pelo diretor Jeronimo Correia Bitencourt (Sindpd), reuniu trabalhadores no centro da cidade e em frente à prefeitura.

7h30 – Movimentadores de mercadorias de Santos, do Sintrammar, estão mobilizados na cidade desde as primeiras horas do dia.

Sorocaba

9h40 – Passeata no centro dos trabalhadores em tecnologia da informação.

São José do Rio Preto

9h50 – Dirigentes do Sindpd na cidade estão mobilizados pelas ruas.

Ribeirão Preto

12h40 – Principais cruzamentos de avenidas da cidade estão fechados.

11h20 – Concentração em frente ao Teatro Pedro ll.

9h40 – Professores do sindicato da categoria fazem protesto contra a retirada de direitos. Professores do sindicato da categoria fazem protesto contra a retirada de direitos. A população participa da manifestação que ocorre no centro, em frente ao Teatro Pedro ll, com grande número de centrais e sindicatos presentes.

Campinas

11h – Trabalhadores estão nas ruas de Campinas neste momento. O Sindicato dos Empregados de Cooperativas Médicas no Estado de São Paulo (SECMESP) participa dos atos.

Araçatuba

11h45 – Faixas são carregadas pelos trabalhadores contra o fim da aposentadoria.

São José dos Campos

11h45 – Comércio em São José dos Campos está fechado.

Presidente Prudente

10h – Manifestantes fazem carreata até o centro da cidade e simbolicamente queimam um caixão que simboliza o governo e os deputados que votaram contra os trabalhadores.

5h – A cidade amanheceu sem ônibus nas ruas. Concentração na principal entrada de acesso à cidade.

Be Sociable, Share!