Fortaleza: CSB CE comanda a luta no 1º de maio pela previdência social solidária

Francisco Moura, presidente da Seccional, coordenou o ato na capital cearense contra a proposta de reforma de Bolsonaro e Paulo Guedes

 

Dirigentes da CSB e das centrais estiveram em frente ao Espigão da Rui Barbosa, em Fortaleza, para dizer não à reforma da Previdência no 1º de maio das centrais no Ceará. O presidente da Seccional, Francisco Moura, comandou o ato para orientar a população sobre a verdadeira face da PEC 06.

“Estamos aqui para dizer não à reforma da Previdência, que é uma farsa deste governo, dizendo que está cortando privilégios quando na realidade ele está tirando direitos dos trabalhadores, massacrando o povo e tirando do povo o direito à aposentadoria para entregar nossa Previdência aos bancos”, criticou o dirigente.

No Dia do Trabalhador, Moura destacou como o regime de capitalização proposto por Paulo Guedes é nocivo para os brasileiros. “A capitalização vai pegar o nosso dinheiro e jogar na especulação financeira, para que os bancos agiotem com nosso dinheiro”, afirmou.

Segundo o dirigente, o Brasil precisa de “uma previdência social solidária, na qual o trabalhador que contribuir tenha o direito à aposentadoria digna”.

Às pessoas que passavam pelo local do evento, o presidente da Seccional Ceará da CSB lembrou a necessidade de que o Brasil volte a crescer para manter saudável o sistema de Seguridade Social. “Queremos um Brasil com uma economia desenvolvida, pois quanto mais gente trabalhando mais a Previdência arrecada”, argumentou Francisco Moura em referência à economia que o Executivo diz que fará com a reforma.

“Essa história de economizar R$ 1 trilhão com o suor da classe trabalhadora não vamos permitir”, disparou o representante da Central.

Moura emendou seu discurso reforçando que “as ruas são o nosso caminho” e convocando a sociedade a pressionar os parlamentares a votarem contra a PEC.

“Vamos somar forças para uma previdência social solidária para todos. A CSB está firme na defesa da aposentadoria, da Previdência Social e do Brasil”, disse.

Leia mais

Mais de 200 mil pessoas dizem não à reforma da Previdência no Vale do Anhangabaú

Saiba tudo sobre a reforma da Previdência

Compartilhe:

Leia mais
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"
lula critica campos neto
Lula diz que Campos Neto tem lado político e trabalha para prejudicar o país
campos neto presidente bc
Procurador pede investigação sobre influência de bancos na definição dos juros pelo BC
Encontro CSB China
CSB promove encontros com entidades sindicais chinesas em SP e RJ; inscreva-se
CSB-RS conselho plano rio grande
Reconstrução do RS: CSB toma posse como membro do Conselho do Plano Rio Grande
distribuição extra fgts
Após acordo com centrais, governo fará distribuição extra do FGTS aos trabalhadores
Sindpd=SP ganha premio no Sindimais
Projeto do Sindpd-SP vence prêmio de Inovação no SindiMais 2024