Fetrammergs promove 1º Curso de Formação Sindical a movimentadores de mercadorias no RS

Evento teve palestras sobre o cumprimento da Lei 12.023/2009, ministradas pelo presidente da Federação Antonio Roma

Com o objetivo de capacitar dirigentes da movimentação de mercadorias para negociações coletivas e resoluções de conflitos da categoria, a Fetrammergs promoveu, na última quarta-feira (17), o 1º Curso de Formação Sindical voltado aos profissionais no estado do Rio Grande do Sul. Ministrado pelo secretário da Cultura da CSB e presidente da Federação, Antonio Roma, a importância do cumprimento da Lei 12.023/2009 – que regulamenta a profissão – foi um dos temas de destaque do evento, que aconteceu na sede da Entidade.

De acordo com Roma, a realidade dos profissionais da categoria pede uma maior qualificação dos dirigentes sindicais no momento de reivindicar a conquista ou a manutenção de direitos, principalmente pela profissão ser dividida entre trabalhadores avulsos (autônomos) e empregados (contratados direto da empresa) – segmentações que exigem atenção específica às suas características. Para o vice-presidente da seccional da CSB no RS, é hora de os sindicalistas irem além do conhecimento da função profissional e adquirirem instrução administrativa e judiciária.

“O propósito do curso é mostrar como funciona um sindicato, como proceder diante do arcabouço jurídico, como negociar com as empresas. Hoje, ainda vivemos um cenário em que as empresas insistem em não cumprir a Lei 12.023. Então, o curso demonstra como os sindicatos devem trabalhar com os seus diretores, cobrar os supervisores, administrar os avulsos dentro das empresas, passar as obrigações das empresas a cada gestor. Por exemplo, são os supervisores, eleitos pelos trabalhadores, que precisam representá-los perante a diretoria das empresas e repassar as ocorrências aos sindicatos”, explica o dirigente.

Durante o curso, Antonio Roma também apresentou o projeto “Trabalho Legal”, desenvolvido pela Federação dos Trabalhadores da Movimentação de Mercadorias em Geral do Estado do Rio Grande do Sul (Fetrammergs). A iniciativa propõe o alinhamento dos procedimentos entre trabalhadores, líderes de equipe, supervisores, gerência operacional da empresa e diretoria do sindicato para o cumprimento da Lei 12.023/2009. Segundo o secretário de Cultura da CSB, a finalidade do projeto é que “todos falem a mesma linguagem e cumpram suas determinações”.

“O alinhamento deve funcionar como os ponteiros de um relógio, porque se cada um não cumprir sua missão, irão ocorrer falhas. E nessas falhas é onde ocorrem as ações na Justiça do Trabalho, além de que elas vão de encontro à legislação que conquistamos após tantos anos de lutas. Nós precisamos fazer um alinhamento para fazer com que a empresa faça sua parte, como requisitar trabalhadores da categoria para ocupar postos de trabalho por meio de chamadas, e não apenas por indicação. Os trabalhadores ainda devem ser treinados e receber preparo com relação às técnicas de segurança do trabalho”, ressalta.

No mesmo dia, a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN), da Associação Brasileira das Centrais de Abastecimento (Abracen), que questiona a necessidade de intermediação dos sindicatos nas relações trabalhistas dos movimentadores avulsos de carga e descarga, nas dependências dos postos e entrepostos das centrais de abastecimento de todo o Brasil, também foi discutida junto aos dirigentes. A ação está no Supremo Tribunal Federal.

Qualificação e metas

Planejado para receber dirigentes sindicais da Região Metropolitana de Porto Alegre na primeira edição, a meta, agora, é levar o curso ao interior do estado gaúcho e a outras regiões brasileiras. Segundo a organizadora do evento e secretária de Formação Sindical da seccional da CSB no Rio Grande do Sul, Milene Ferreira, capacitar os sindicalistas é imprescindível na atual conjuntura trabalhista do Brasil.

“É fundamental termos esse tipo de iniciativa para promovermos um desempenho adequado como dirigentes, e que isso reflita no desempenho dos movimentadores no mercado de trabalho. Então, é essencial estarmos bem preparados. A qualificação vem para capacitar o dirigente sindical, que é quem lidera a categoria em suas lutas”, afirma Ferreira.

Além das palestras e debates, o 1º Curso ainda apresentou os diretores eleitos para a secretaria da Movimentação de Mercadoria da seccional da Entidade no estado e o regimento interno dos sindicatos filiados à Fetrammergs.

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)