Cosme-e1438711124621

Diretor da CSB repudia nota da AMM sobre reajuste salarial dos servidores

O diretor de Formação Sindical da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) Cosme Nogueira repudiou a orientação dada pela AMM (Associação Mineira dos Municípios) às prefeituras de Minas Gerais sobre a reposição salarial dos servidores. No entendimento da entidade, com base na legislação eleitoral, só poderá ser concedida a reposição da inflação tendo como cálculo o período de exercício do ano eleitoral e não do ano fiscal – ou seja, a base do cálculo teria de ser a partir de janeiro do ano vigente, não levando em conta os meses do ano anterior.

“Uma orientação absurda e totalmente questionável, por vários aspectos: 1) A Constituição Federal, em seu artigo 37, deixa bem claro que todo trabalhador tem direito à reposição salarial anual; 2) O Tribunal de Contas também estabelece a regra de reposição do período, e 3) Na prática, se o gestor não concede a revisão salarial ele está reduzindo os salários, e a Constituição Brasileira veda essa irredutibilidade nos salários dos trabalhadores”, argumenta Cosme Nogueira, que acrescenta: “Não vamos aceitar esse tipo de norma que só prejudica o servidor público”.

Para Cosme Nogueira, que fala também em nome da FESERP-MG (entidade da qual é presidente), nem mesmo o fato da “fonte” da AMM ser o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reduz o absurdo da orientação. “Não podemos aceitar decisões esdrúxulas, mesmo que venham das estâncias superiores, pois isso significa empobrecimento e perda do poder aquisitivo da categoria dos servidores públicos municipais”, afirma.

O sindicalista garantiu o apoio da CSB aos trabalhadores ameaçados. “Estamos acompanhando de perto o assunto e os nossos sindicatos filiados terão toda a ajuda necessária, inclusive juridicamente se for preciso, para barrar a aplicação dessa norma da AMM”.

Fonte: FESERP/MG

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra