csb-reuniao-com-alckmin-no-rs-vitimas-ciclone

CSB participa de reunião com Alckmin no RS e faz doações a vítimas de ciclone

Reunião com Alckmin no RS – O presidente da CSB-RS, Sérgio Arnoud, participou neste domingo (10) de uma reunião com o vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, diversos ministros e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, sobre a devastação causada no estado pela passagem de um ciclone extratropical.

Desde segunda-feira (4) passada, diversos municípios do Rio Grande do Sul foram atingidos por fortes chuvas e enchentes, que causaram 43 mortes – na última contagem disponível – e 46 pessoas desaparecidas.

Segundo o governo estadual, 3.130 pessoas foram resgatadas, 224 estão feridas, 3.798 estão desabrigadas, e 11.642 estão desalojadas. Mais de 150 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas e inundações em 88 municípios, informou o estado.

O encontro entre as autoridades e representantes da sociedade civil aconteceu em Lajeado, onde três pessoas morreram e oito estão desaparecidas.

Além da CSB, CUT e Força Sindical estiveram na reunião e expressaram sua preocupação com o sustento das famílias que tiveram suas casas e trabalho prejudicados ou destruídos pelo desastre.

Relacionada: Centrais: Solidariedade aos atingidos pelo ciclone no Rio Grande do Sul

Presidente em exercício, Alckmin ouviu as demandas das lideranças regionais e anunciou algumas medidas por parte do governo federal ao lado dos ministros Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação), Welligton Dias (Desenvolvimento e Assistência Social), Marina Silva (Meio Ambiente) e Nísia Trindade (Saúde).

Em seguida, Arnoud participou pessoalmente da entrega de produtos de higiene pessoal e limpeza arrecadados pela central em um dos pontos de distribuição dos mantimentos.

Recursos disponibilizados

Alckmin anunciou que o governo federal irá disponibilizar R$ 741 milhões ao Rio Grande do Sul. Os recursos serão distribuídos da seguinte forma:

– R$ 26 milhões para o Ministério da Defesa, para o uso de helicópteros e demais maquinários na região nas buscas e reconstrução;

– R$ 80 milhões para Ministério da Saúde, que montou um hospital de campanha em Roca Sales (RS) e reconstrução de unidades de saúde destruídas, além da atuação das equipes da Força Nacional de Saúde na região.

– R$ 116 milhões para o Ministério dos Transportes para reconstruir um trecho da BR 116, no km 96, na região do Rio das Antas;

– R$ 125 milhões para o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social e Ministério do Desenvolvimento Agrário aplicar no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA);

– R$ 195 milhões para o Ministério das cidades construir moradias nas regiões afetadas;

– R$ 185 milhões para o Ministério da Integração Nacional para ajuda humanitária e reconstrução de ruas, estradas, limpeza e pavimentação dos municípios.

O Ministério da Previdência Social também receberá recursos, ainda sem detalhamento. Porém, já foi anunciado que o governo irá liberar o saque do FGTS, no valor de até R$ 6.220, para as pessoas atingidas diretamente pelas chuvas – os recursos já estão incluídos no montante recebido pelos ministérios.

Os repasses do Bolsa Família também serão antecipados para os afetados. O pagamento ocorrerá no próximo dia 18, e do Benefício de Prestação Continuada (BPC), no dia 25.

As prefeituras ainda deverão receber R$ 800 por habitante atingido. Para os interessados, também será liberado o valor de um salário mínimo pelo BPC – o valor deverá ser pago em até 36 meses sem correção.

Compartilhe:

Leia mais
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende fortalecimento dos sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas (RS) começam a negociar acordos em novo cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra
carteira vazia contas a pagar salário mínimo
Salário mínimo no BR é menos da metade do valor necessário para garantir vida digna
reajuste salarial TI Paraná
Trabalhadores de TI do Paraná terão 5% de aumento salarial; veja pisos de cada função
assembleia feserp mg
Feserp-MG convoca sindicatos para assembleia de reformulação do estatuto
instrutor de yoga entra na cbo
Ufólogo, instrutor de yoga e outras 17 ocupações são incluídas na CBO