CSB promove curso de negociação coletiva para dirigentes sindicais no Espírito Santo

Representantes dos servidores públicos capixabas e de Minas Gerais assistiram às aulas de capacitação do Dieese

Realizado entre os dias 8 e 10 de maio em Jacaraípe, no Espírito Santo, o curso Estrutura e Processo da Negociação Coletiva foi ministrado por técnicos do Dieese, em parceria com a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), aos dirigentes de sindicatos e federações dos servidores públicos capixabas e também de Minas Gerais filiados à Central. O curso contou com a participação de 31 dirigentes dos dois estados e foi promovido com o apoio da Federação dos Servidores Públicos Municipais do Estado do Espírito Santo (Fespume-ES) e da Federação dos Servidores Públicos Municipais de Minas Gerais.

Durantes os três intensivos dias de aula, os técnicos do Dieese apresentaram aos participantes o conceito e o processo de negociação coletiva. Palestras sobre o comportamento e a argumentação da negociação, aspectos teóricos e práticos, além do planejamento de campanha, fizeram parte do cronograma. A programação também contou com uma palestra sobre as novas portarias do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), disponíveis na seção “Legislação” do site da CSB.

Avaliação

Os participantes avaliaram positivamente o curso. Jorge Antonio da Silva Nascimento, presidente da Fespume-ES, considerou o curso fundamental para que os representantes sindicais cheguem às mesas de negociação mais bem preparados. “As aulas nos proporcionaram mais conhecimento sobre o processo de negociação, já que os representantes dos servidores têm enfrentado dificuldades nas negociações com o executivo”, afirmou.

Cosme Nogueira, diretor da CSB e do Sindicato dos Servidores Públicos de Juiz de Fora (MG), parabenizou a Central pela iniciativa de capacitar seus dirigentes. “O fato de a negociação coletiva no setor público ainda não ser regulamentada torna difícil o trabalho dos dirigentes junto aos gestores e às prefeituras, mas lutaremos pela regulamentação da Convenção 151. E a Central sai na frente qualificando os dirigentes para as mesas de negociação”, pontuou.

Alcenir Aguiar da Costa, dirigente da Fespume-ES e coordenador da CSB no Espírito Santo, elogiou o material didático do curso. “Os profissionais do Dieese também são muito competentes. Esperamos que a ideia de negociação se torne algo rotineiro, possibilitando aos dirigentes o conhecimento sobre a realidade de seus sindicatos. Isso fará com que eles tenham instrumentos concretos para a negociação salarial”, enfatizou o coordenador.

Fortalecimento da categoria

Durante o curso de negociação coletiva, os dirigentes da Central e das entidades filiadas idealizaram o 1º Encontro Nacional dos Servidores Públicos da CSB para  a formulação de propostas com ênfase na regulamentação da Convenção 151. Alvaro Egea, secretário-geral da entidade, afirmou que promover eventos como este favorece o debate e o surgimento de ideias. “A CSB tem a competência para formatar o curso de acordo com a necessidade da categoria. Percebemos a vontade dos dirigentes em adquirir conhecimento”, comemorou.

“Vamos debater a proposta do Encontro Nacional, trazer as ideias dos dirigentes e levá-las à diretoria. Toda iniciativa que contribua para destravar as pautas da categoria tem o apoio da CSB”, concluiu Alvaro Egea.

Veja a galeria de fotos do curso de negociação coletiva no Espírito Santo

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)