DSC_0056-e1427740812715

Com o objetivo de ampliar filiações, mais de 100 dirigentes participam da fundação da seccional da CSB-CE

Durante o encontro, que contou com a presença do presidente Antonio Neto, 30 entidades formalizaram suas filiações à Central

Realizada na última sexta-feira, 27 de março, a Reunião Plenária da CSB no Ceará consolidou a fundação da seccional da Central no Estado. Mais de 100 dirigentes participaram do encontro realizado em Fortaleza, no qual duas federações e 28 sindicatos oficializaram suas filiações à Entidade.

A seccional do Ceará será coordenada por um colegiado composto por um integrante de cada sindicato filiado. Antonio Neto afirmou que esta decisão corrobora os ideais da CSB. “Somos uma central formada por dirigentes desprendidos dos cargos. Todos estamos comprometidos com a luta, colocando os espaços de direção para todos aqueles que se integram à nossa central. Temos espaço para todos. Por isso, considero que a decisão dos companheiros de formarmos um colegiado, comprometendo todos os filiados com o crescimento da CSB, é fundamental para os desafios que temos pela frente”, avaliou.

O presidente afirmou que o evento e a criação da seccional também servem de norte para ampliar filiações e organizar a luta dos trabalhadores em defesa dos direitos. “Os companheiros do Ceará estão dando um exemplo para todo o Brasil. Hoje eu tinha a intenção de lançar o desafio de dobrar nossas filiações num mês e triplicar em dois. Mas vocês já fizeram isso hoje, com o ingresso de todos estes sindicatos”, disse.

“Por isso mantenho agora o desafio de dobrarmos o número de filiados em dois meses. E este crescimento não tem o objetivo apenas de crescer, mas de fortalecer a luta dos trabalhadores no Brasil, construindo uma central comprometida com os sindicatos”, completou Neto.

Pauta trabalhista

Todas as entidades que participaram da plenária apresentaram as principais bandeiras de luta de suas categorias e reafirmaram o desejo de fortalecer a mobilização contra as Medidas Provisórias 664 e 665, que mudam as regras de benefícios como o seguro-desemprego e abono salarial. Segundo os dirigentes, a reunião foi muito participativa e unificou o discurso contra o retrocesso dos direitos trabalhistas.

Antonio Neto reiterou as graves consequências que a Medidas trarão ao povo brasileiro. “Isso vai atacar todo mundo, aqueles que mais precisam. A juventude no seu primeiro emprego, os trabalhadores da construção civil, comércio. Disseram que é para combater fraudes, desvios, quando é, na verdade, nada disso. É para fazer caixa, superávit e um ajuste fiscal nas costas do trabalhador. Nós não vamos permitir isso. Se querem fazer ajuste fiscal, e achamos que deve ser feito, comecem pelos ricos, pelos bancos, pelos capitais da indústria”, criticou o dirigente.

Ações

Em maio, a região do Cariri sediará um novo encontro para aprofundar as discussões iniciadas na plenária de Fortaleza. Diante da necessidade de consolidar a CSB nacionalmente, o Congresso será realizado apenas em 2015.

“Os diversos encontros que estamos realizando pelo Brasil afora estão mostrando a capacidade de crescimento da CSB. Estamos percorrendo o interior deste País, como está fazendo o companheiro Chinelo em São Paulo para ampliar as filiações”, informou Neto.

Segundo o presidente da CSB, a Entidade vem recebendo propostas interessantes de seus dirigentes, como a do tesoureiro Juvenal Cim, segundo a qual os dirigentes não devem acumular cargos importantes em Conselhos e nas Regionais. “E também a proposta da regional do Rio de Janeiro, pela qual os dirigentes da Nacional não devem ocupar espaços importantes nos estados. Tudo isso mostra o compromisso de todos em ampliar a nossa força, de estarmos de braços abertos para receber novas filiações e permitir que estes novos companheiros tenham papel de protagonistas na CSB”, completou.

União

As 30 entidades que participaram da plenária cearense concordaram que o evento serviu para a CSB mostrar sua força de organização em nível nacional. O trabalho de divulgação e fortalecimento em nível estadual também foi destacado.

“Nós temos que fazer a construção de uma central, e ela tem que mostrar, principalmente para aqueles que estão se aproximando, o perfil que nós temos. Uma central moderna e comprometida com o povo do Brasil”, concluiu Antonio Neto.

Assista abaixo à Reunião Plenária da CSB no Ceará:

Confira a galeria de fotos da Plenária da CSB no Ceará

 Veja a lista das entidades filiadas que participaram da Plenária da CSB no Ceará

1.       FENOJUS-FEDERAÇÃO DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL. João Batista
2.       FEDERAÇÃO DOS CONTABILISTAS DO NORTE E NORDESTE Milton Pessoa Cavalcante
3.       SINGMEC- SINDICATO DOS GUARDAS MUNICIPAIS DO ESTADO DO CEARÁ Gleilson Cunha
4.       SINDMOTO-FOR-  SINDICATO DOS MOTOTAXISTAS DE FORTALEZA José Waltercla Vieira
5.       SINDITAXI CARIRI- SINDICATO DOS TAXISTAS DE JUAZEIRO DO NORTE E REGIÃO DO CARIRI. Cícero Bruno da Silva.
6.       SINTRAF- SINDICATO DOS TRABALHADORES NA AGRICULTURA FAMILIAR DE NOVA OLINDA. Andréia Silva.
7.       SINDOJUS- Sindicato dos Oficiais de Justiça Ceará. Mauro Xavier de Souza
8.       SINDITAXI RUSSAS- SINDICATO DOS TAXISTAS DE RUSSAS. Selma Freire
9.       Sindicato dos Estivadores do Ceará. Paulo Renato
10.   SINDAECE- SINDICATO DOS ADMINISTRADORES. Clóvis Matoso
11.   Sindicato dos Pescadores do Estado do Ceará. José Arteiro
12.   SINTRAMOCE- SINDICATO DOS TRABALHADORES EM MOVIMENTAÇÃO DE MERCADORIAS EM CARGAS SECAS DO CEARÁ. Cleber Brisóla  Dias
13.   SINDICAPATAZIA-CE-  SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO DE CAPATAZIA DOS PORTOS NOS TERMINAIS PÚBLICOS E PRIVADOS. José Ribamar dos Santos.
14.   SINDERPETRO-  SINDICATO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO DE MINÉRIOSE DERIVADOS DE PETRÓLEO DO INTERIOR DO ESTADO DO CEARÁ. Marcleny Moraes
15.   SINDITAXI FORTALEZA- Sindicato dos Taxistas de Fortaleza e Região Metropolitana. _
16.   SINDVIGIA-  SINDICATO DOS VIGIAS PORTUÁRIOS DO ESTADO DO CEARÁ. José Maria Bernardino
17.   SINDITAXI SOBRAL- SINDICATO DOS TAXISTAS DE SOBRAL. Anastácio Ribeiro
18.   SINDERPOR- SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE EXPLORAÇÃO DE SERVIÇOS PORTUÁRIOS DO ESTADO DO CEARÁ. Aderson Silveira
19.   SINPROQ-CE- Sindicato dos Profissionais de Química do Estado do Ceará. Rui Flávio de Moraes
20.   SINDECE- Sindicato dos Despachantes documentalista do Ceará. Sérgio Hoçlanda
21.   SINDMOTOS SOBRAL- SINDICATODOS MOTOTAXISTAS DE SOBRAL. João Pereira
22.   SINDIMOTO- SINDICATO DOS MOTOTAXISTAS DE JUAZEIRO DO NORTE-CE Aldenor do Nascimento
23.   SINDITAXI- SINDICATO DOS TAXISTAS DO SERTÃO DE CRATEÚS. Hernani Alves
24.   SINCONI- SINDICATO DOS CONTABILISTAS DA IBIAPABA. Francisco José Frota
25.    SINTRAF de Assaré- Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Assaré. Francisco Sipriano
26.   SINTRAF CRATO- Sind. Dos Trab. Da Agricultura Familiar do Crato. Maria das Dores
27.    Sindicato dos Comerciários de Assaré e Região Central do Cariri. Natália Mello
28.   Sindicato dos Conferentes concertadores do estado do Ceará. José  Joatan da Silva
29.    Sindicato dos Servidores Públicos do Assaré Nádia Leal
30.   Sinseme Servidores Municipais Climério Castro

Compartilhe:

Leia mais
Encontro CSB China
CSB promove encontros com entidades sindicais chinesas em SP e RJ; inscreva-se
CSB-RS conselho plano rio grande
Reconstrução do RS: CSB toma posse como membro do Conselho do Plano Rio Grande
distribuição extra fgts
Após acordo com centrais, governo fará distribuição extra do FGTS aos trabalhadores
Sindpd=SP ganha premio no Sindimais
Projeto do Sindpd-SP vence prêmio de Inovação e Transformação Digital no SindiMais
protesto colete feminino vigilantes niteroi
Vigilantes de Niterói iniciam campanha por coletes apropiados para mulheres
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: novas tecnologias podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do PR na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT