Centrais sindicais se reúnem para discutir 1º de maio unificado

Dirigentes discutiram as pautas que serão defendidas durante a festa em homenagem ao dia do trabalhador

Na manhã da última sexta-feira (07) as centrais sindicais, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), CUT, CTB, NCST, CSP Conlutas, UGT e Intersindical, participaram de uma reunião para discutir o projeto 1º de maio unificado, evento realizado em homenagem ao dia do trabalhador.

O presidente Antonio Neto representou a CSB no encontro. “O objetivo é elaborar um grande evento com o maior número de trabalhadores possível. Com um trabalho conjunto entre as centrais, poderemos formatar uma pauta ampla de reivindicações e consolidá-la junto aos trabalhadores. Isso nos dará mais força para levar esses temas para debate junto ao governo”, disse.

Uma próxima reunião será realizada ainda no mês de fevereiro para confirmar quais centrais participarão da ação, bem como definir todos os detalhes do evento.

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)