Centrais sindicais do Pará se organizam para greve geral do dia 28 de abril

A CSB e demais centrais sindicais e representantes de movimentos populares do Pará se reuniram, na segunda-feira (24), para se organizaram e discutirem detalhes sobre as manifestações que acontecerão no 28 de abril, Dia Nacional de Paralisação contra as reformas da Previdência, trabalhista e terceirização.

No encontro, ficou definido que os trabalhadores paraenses irão entrar em greve geral no dia 28. O objetivo é paralisar o máximo de órgãos públicos, escolas, empresas, comércios, obras da construção civil, universidades e portos. A ordem do dia é greve geral, para barrar as reformas da previdência e trabalhista propostas pelo governo.

Muitas categorias terão e farão greves durante o dia todo de 28. Outras farão piquetes até as 10h quando se juntarão em ato público com marcha pelas vias públicas. Os manifestantes se concentrarão às 10h na Praça da República e caminharão até São Brás para ato contra a privatização da CONSAPA – Companhia de Água e Esgoto do Estado do Pará.

Fonte: CSB Pará

 

Compartilhe:

Leia mais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"