postdesemprego-868x644

Apesar de leve redução, 25,3% dos jovens estão desempregados no Brasil

Os jovens são os que mais sofrem com a crise do mercado de trabalho. De acordo com dados do IBGE, a taxa média de desemprego no Brasil foi de 11,8% no 4º trimestre de 2017. Para pessoas com idade de 18 a 24 anos, o indicador chegou a  25,3% no mesmo período. Entre jovens de 14 a 17 anos, a taxa de desemprego foi de 39%.

Os números foram revelados pela Pnad-Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), divulgada na 6ª feira (23.fev.2018) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) (eis a íntegra).

Em relação ao ano passado, houve recuo de 0,7 ponto percentual na taxa de desemprego dos jovens de 14 a 17 anos. Em 2016, 39,7% das pessoas nessa faixa etária estavam sem emprego.

Em 2016, 25,9% dos jovens de 18 a 24 anos estavam desempregados. Em 2017, o indicador registrou redução de 0,6 ponto percentual.

A taxa de desemprego de jovens começou a subir em 2014. No 4º trimestre daquele ano, o indicador era de 21% na faixa etária de 14 a 17 anos e de 14,1% entre pessoas de 18 a 24 anos.

Hoje, pessoas com idade entre 16 e 24 anos representam 15,66% do eleitorado. Neste ano, 22.955.005 de eleitores jovens podem ir às urnas, de acordo com dados de janeiro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). No total, 146.548.572 de brasileiros podem votar.

ovens de 16 e 17 anos, que ainda não são obrigados a votar, representam 0,34% e 0,97% dos eleitores, respectivamente. Já os obrigados a votar, de 18 a 20 anos, são 5,64% do eleitorado. A faixa etária de 21 a 24 anos compõe 8,71% do grupo.

FALTA DE EMPREGO NO BRASIL

A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,8% no período. Esse indicador é 0,6 ponto percentual abaixo dos valores registrados 3 meses antes (12,4%).

OUTROS PAÍSES

De acordo com a OIT (Organização Internacional do Trabalho), a falta de emprego atinge 30% das pessoas de 15 a 24 anos no Brasil. O índice brasileiro é o dobro da média mundial, 13,1%. Os dados são do relatório Tendências Globais de Emprego para a Juventude de 2017, divulgado em novembro de 2017.

Pelos dados da OIT,  jovens representaram mais de 35% da população desempregada em todo o mundo em 2017.

A taxa de desemprego no Brasil também é superior aos percentuais de vários países desenvolvidos. Enquanto no Brasil, o índice ficou em 11,8% de outubro a dezembro de 2017, no Japão a falta de emprego atingiu 2,7% em novembro e 3,6% na Alemanha em dezembro.

Fonte: Poder 360

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra