Agentes-federais-e1392399196178

Agentes Federais realizam manifestação em frente ao prédio da Polícia Federal em Brasília

Protesto também ocorreu em outras cidades e mobilizou mais de 6 mil servidores

Na manhã desta terça-feira (11), mais de 200 Agentes Federais (agentes, escrivães e papiloscopistas) se reuniram em frente à sede da Polícia Federal, em Brasília, para protestarem por melhores condições de trabalho. O ato intitulado Polícia Federal na UTI, em alusão do Dia Mundial do Enfermo, foi de âmbito nacional e mobilizou mais de 6 mil servidores.

Durante a manifestação, os policiais federais estiveram com máscaras cirúrgicas, faixas e camisetas de protesto. Entre as reivindicações destacam-se o fim do assédio moral, estrutura do ambiente organizacional e liberdade investigativa.

“O Governo Federal tem feito uma verdadeira Operação Tartaruga com a segurança pública há anos! Como uma Polícia Federal doente pode exercer um trabalho de excelência que o povo brasileiro tanto anseia?” , falou o presidente do Sindipol(DF), Flávio Werneck, durante assembleia.

No decorrer do protesto, o presidente da Fenapef, Jones Borges Leal, foi informado de agenda política entre o Ministério da Justiça, Ministério do Planejamento e a Direção Geral do DPF.

 A categoria é a única que recusou a proposta de aumento com índice fixo de 15,8%. O aumento oferecido não recompõe a perda inflacionário do período de 08 anos de negociação com o governo federal. Não é condizente com o nosso trabalho e as responsabilidades dos Policiais Federais. Não há histórico na recente democracia brasileira de um congelamento igual aos 08 anos impostos pelo Ministério da Justiça, aponta Werneck. Estão previstos para esse mês mais três dias de manifestação, sendo o próximo no dia 19.

Fonte: Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal


 

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra