Central dos Sindicatos Brasileiros

CSB critica proposta orçamentária da Previdência para 2018

CSB critica proposta orçamentária da Previdência para 2018

Documento foi apresentado durante reunião do Conselho Nacional da Previdência Social no Ministério do Trabalho

“O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA 2018) é um desmonte total da Previdência social”. Esse é o ponto de vista do presidente do Sindicato dos Aposentados da CSB, Lucio Antonio Bellentani. O documento foi apresentado e aprovado nesta segunda-feira (7), em reunião do Conselho Nacional da Previdência Social (CNPS), no Ministério do Trabalho, em Brasília.

A proposta aponta uma série de cortes de custos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para 2018. Em funcionamento de unidades, a projeção inicial era de R$ 1.088.071.400; o valor atual apontado é de R$ 440.399.600, uma redução de R$ 647.671.800.

Em reforma das unidades, o montante original era de R$ 50,5 milhões e passou para R$ 15 milhões, R$ 35,5 milhões a menos. Em instalação das unidades, a queda é ainda mais drástica, de R$ 70,4 milhões para R$ 15 milhões, dedução de R$ 55,4 milhões. Na avaliação do dirigente, os números mostram a piora do serviço prestado ao povo brasileiro e estão intimamente ligados à reforma da Previdência, em tramitação no Congresso Nacional.

No campo destinado à perícia médica, há um salto de R$ 2 milhões em relação ao exercício de 2017. “A perícia é um ponto importante porque representa corte de despesas no INSS”, afirmou Bellentani.

O projeto foi apresentado e defendido pelo subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração do Ministério da Fazenda (MF), Nerylson da Silva; pelo subsecretário de Regime Geral de Previdência Social, Benedito Brunca; pelo diretor de Orçamento, Finanças e Logística da Previdência, José Orlando Cardoso; e pelo presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Leonardo Gadelha.

A reunião do conselho ainda debateu o parcelamento da dívida previdenciária dos municípios com o Regime Geral da Previdência e o perfil de beneficiários que possuem atividade remunerada.

Compartilhe!