144988_PHN_9889-e1393250536242

Sintramerpro realiza manifestação em Sorocaba

Ação foi uma reposta  à redução dos salários e terceirização

Os trabalhadores representados pelo  Sindicato dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias, Cargas Secas e Molhadas e Produtos em Geral de Sorocaba e Região (Sintramerpro) realizaram uma manifestação que durou 2h30, na sexta-feira (21), na cidade de Sorocaba. O ato foi contra a redução de salário da categoria. Um carregador tem o piso salarial de aproximadamente R$ 1.300. Mas muitas empresas registram esses funcionários na função de serviços gerais, e o salário cai para R$ 800.

A manifestação teve início às 7h, no Jardim Gonçalves, onde está localizada a sede do sindicato. Aproximadamente 90 pessoas caminharam quatro quilômetros com faixas e cartazes nas mãos anunciando o movimento. A passeata seguiu pela avenida São Paulo, percorreu a rua Sadrac Arruda, até alcançar a avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, com destino ao Ministério Público. Filas de automóveis foram formadas em toda a região.

De acordo com Alfredo Ferreira de Souza, presidente da Federação dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias em Geral do Estado de São Paulo (Fetramesp), haverá uma nova manifestação na cidade de São Paulo na próxima quarta-feira (26). “A nossa é briga e por condições melhores e também por uma fiscalização do Ministério Publico na questão das terceirizações. Muitas empresas terceirizam de forma ilegal os movimentadores”, afirma o presidente.

O Sintramerpro representa cerca de 3.500 trabalhadores em Sorocaba, e aproximadamente de 6 mil em toda a região, que atuam em diversas funções como arrumadores, trabalhadores de carga e descarga em distribuidoras de bebidas e de entregas de mercadorias e produtos no comércio.

Confira o que saiu na mídia:

Manifestação interdita o tráfego em avenida de Sorocaba – G1 

Manifestação trava avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes – Jornal Ipanema 

Passeata de trabalhadores prejudica o trânsito na região do Alto da Boa Vista – Jornal Cruzeiro do Sul 

Compartilhe:

Leia mais
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende fortalecimento dos sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas (RS) começam a negociar acordos em novo cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra
carteira vazia contas a pagar salário mínimo
Salário mínimo no BR é menos da metade do valor necessário para garantir vida digna
reajuste salarial TI Paraná
Trabalhadores de TI do Paraná terão 5% de aumento salarial; veja pisos de cada função
assembleia feserp mg
Feserp-MG convoca sindicatos para assembleia de reformulação do estatuto
instrutor de yoga entra na cbo
Ufólogo, instrutor de yoga e outras 17 ocupações são incluídas na CBO