1-2551

SINDPOL/MG se filia à CSP (Central Sindical de Profissionais)

Conforme estratégia aprovada pela Direção do SINDPOL/MG e pela categoria, com o fito de fortalecimento das ações sindicais, para conquista de direitos e benefícios para a Instituição e para a categoria, o sindicato se filiou formalmente à CSP, em congresso extraordinário realizado no dia 7 de fevereiro em Guarulhos – São Paulo.

O encontro somou centenas de lideranças de todo o país, reunindo mais de 300 sindicatos e federações de seguimentos profissionais importantes da sociedade brasileira. Ao final, por deliberação, em chapa única, aclamou-se o líder sindical, Antônio Neto, como o novo presidente desta Central que, em sua nova reestruturação, já nasce forte, com expectativa de mais de 400 sindicatos associados.

Novidade

Foi criada para contemplar o seguimento da Segurança Pública, representado pelos sindicatos das Polícias Civis, Agentes de Segurança Prisional, sindicatos da Polícia Federal e demais operadores de Segurança Pública, a Secretaria Nacional de Segurança Pública, como órgão permanente da CSP, para tratar de forma estratégica sobre essa temática, que passou a ocupar a agenda política prioritária dos governos, sendo o presidente do SINDPOL/MG, Denilson Martins, aclamado como Secretário Nacional de Segurança Pública da Central.

Minas Gerais também exerce uma participação expressiva nesta Nova Central Sindical, compondo com sindicatos de seguimentos importantes, como: SINPEF, da Polícia Federal, que assumiu a diretoria parlamentar; o SISIPSEMG, que assumiu a diretoria de gênero, promoção da igualdade racial e mulheres, além do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada – SITICOP, dentre outros.

Na visão do presidente do SINDPOL/MG, Denílson Martins, é um passo importante que o sindicato esta dando, fortalecendo sua organização em nível nacional, ganhando musculatura para o debate vigoroso sobre a temática da Segurança Pública, modernização das estruturas de enfrentamento da violência e da criminalidade e a valorização dos operadores deste seguimento. Esse é um caminho que não tem volta, o sindicato é uma instância permanente de debate e aperfeiçoamento das instituições e dos serviços dirigidos à sociedade. As transformações sociais das quais necessitamos, passam também pela atividade livre, responsável e permanente dos sindicatos. Fortalecer centrais sindicais e as instâncias organizativas como federação e confederação, é também fortalecer sindicatos e a luta do trabalhador.

Fonte: Sindpol

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra