WhatsApp-Image-2019-09-08-at-18.15.23

SINDITAXI-CE se reúne com Prefeito Roberto Claúdio e apresenta demandas dos taxistas

O SINDITAXI-CE se reuniu com o prefeito Roberto Cláudio na última quinta-feira, dia 5 de setembro, para tratar de uma série de demandas, como a situação do Clube dos Taxistas. Participaram do encontro o presidente, Francisco Moura, o vice-presidente, Cláudio Freitas e os diretores Messi Freitas e Adriano Oliveira. O evento também contou com a presença do senador Cid Gomes.

“Colocamos para o prefeito que o Clube dos Taxistas foi invadido e depredado por criminosos, que se apossaram do local e saquearam todos os móveis das dependências do nosso clube. Nossa proposta é que a Prefeitura fizesse uma permuta e doasse ao SINDITAXI-CE um terreno em outra região para que junto com o setor público e a iniciativa privada pudéssemos reativar o espaço recreativo dos taxistas”, declarou o presidente Moura. “O prefeito aceitou a proposta e nos informou que irá realizar os encaminhamentos para uma permuta. Ele assumiria lá no Quintino Cunha e nos ofertaria outro terreno em Fortaleza. Ficamos de conversar com a Secretaria de Planejamento para dar o encaminhamento à concretização da permuta”, declarou o sindicalista.

O segundo assunto tratado foi o número exorbitante de carros por aplicativos trabalhando em Fortaleza. “Hoje na nossa capital existe uma liberdade para que carros com placas de outras cidades possam rodar. No nosso entender, isso só prejudica o profissional taxista, a população e a mobilidade urbana, ficando assim um mercado sem controle. Colocamos ao prefeito, a princípio, que os carros só rodem com placas do município de Fortaleza. Ele achou muito boa a sugestão e disse que iria providenciar os encaminhamentos para torná-la realidade”, declarou.

“Para resolver de maneira eficaz, é importantíssimo a limitação do número de carros de aplicativos. Mas garantir que apenas placas da capital circulem em Fortaleza já é um grande passo. E o prefeito foi sensível à proposta”, complementou o presidente Moura.

Curso da Carteira Padrão

Moura também disse ao prefeito que não enxerga a necessidade de realizar, a cada dois anos, o curso para a Carteira Padrão. “O SINDITAXI-CE acredita que isso é um exagero. Solicitamos uma resolução, junto à Etufor, para essa situação. Hoje são cinco dias de curso com 28 horas/aulas. Na renovação, quando vencer a carteira, é melhor que seja realizado apenas uma aula de um dia, enquanto o curso de 28 horas seja destinado apenas para quem está fazendo a qualificação pela primeira vez”, ressaltou.

Fiscalização e multa

O SINDITAXI-CE também cobrou uma ação eficaz da Prefeitura com relação à fiscalização. Na sequência, foi discutida também a questão de pesadas multas às plataformas. “Todos os meses, os aplicativos têm que entregar, à Secretaria de Conservação de Serviços Públicos e à Etufor, a atualização dos motoristas de aplicativos. Porém estão atrasando, ficam se escondendo e burlando de todas as formas. Não tem punição prevista na lei, somente para os motoristas. Queremos punições para as plataformas por desrespeitar o envio das informações atualizadas”, disse Moura.

O presidente do SINDITAXI-CE também falou da questão da vistoria. “Carros com as placas de final 0, 1, 2 e 3, por exemplo, já passaram do prazo de vistoria da Etufor e alguns deles ainda não foram fazer o procedimento. Porém, ainda assim, estão sendo repassadas corridas para eles. É por isso que exigimos multas para as plataformas”, finalizou.

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra