Sindicato dos Trabalhadores em Montagens entra na Justiça para evitar calote a mais de 400 trabalhadores em Minas Gerais

Empresa vendida sai do estado e não paga funcionários; sindicato entrou com ação coletiva para reivindicar o que é devido


O Sindicato dos Trabalhadores em Montagens (
SITRAMONTI/MG) está na luta para que mais de 400 trabalhadores da empresa Montiplan, vendida para um grupo empresarial de São Paulo, recebam salários e verbas rescisórias, já que a empresa já anunciou mudança da cidade João Monlevade, em Minas Gerais, mas não honrou com os compromissos trabalhistas ao demitir seus funcionários.

A Montiplan estava responsável por mais ou menos cinco obras no estado de Minas Gerais. Há cerca de 15 dias, foram divulgadas notícias de que a empresa não tem dinheiro para pagar as verbas rescisórias, salários atrasados e outros benefícios para os trabalhadores que já foram dispensados com a venda da empresa, que está devendo a bancos e fornecedores.

Sem saída ou negociação, o SITRAMONTI/MG entrou com quatro ações coletivas em nome dos trabalhadores, na Justiça do Trabalho. As primeiras audiências estão marcadas para 5 e 9 de julho, e a expectativa é que os trabalhadores recebam o que é de direito.

O presidente do Sindicato, José Geraldo Domingues, disse que a entidade vai lutar junto aos trabalhadores e que um ‘calote’ não será permitido. “Agora estamos dependendo da Justiça, mas vamos atrás de que tudo que é devido será pago; esse é nosso papel como representante da categoria”, declarou.

Compartilhe:

Leia mais
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"
lula critica campos neto
Lula diz que Campos Neto tem lado político e trabalha para prejudicar o país
campos neto presidente bc
Procurador pede investigação sobre influência de bancos na definição dos juros pelo BC
Encontro CSB China
CSB promove encontros com entidades sindicais chinesas em SP e RJ; inscreva-se
CSB-RS conselho plano rio grande
Reconstrução do RS: CSB toma posse como membro do Conselho do Plano Rio Grande
distribuição extra fgts
Após acordo com centrais, governo fará distribuição extra do FGTS aos trabalhadores