Sindicato de Lavras apoia servidores de Itumirim, sem salários há dois meses

Diretores do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras e Região (SISPMUL) estiveram, na última segunda-feira (29), em Itumirim, para dar apoio aos servidores da cidade, sem salários há dois meses.

Um ato público em frente à Prefeitura e à Câmara Municipal e uma passeata pelas ruas da cidade marcaram o protesto.

“Os trabalhadores estão sem os salários de agosto e setembro e consequentemente estão passando por dificuldades financeiras, e não conseguem quitar despesas básicas. Nos reunimos, juntamente com um Comissão de servidores da cidade, com o prefeito mas infelizmente não houve ainda nenhuma solução satisfatória”, contou o presidente do SISPMUL, Euisles “William” Rodrigues. “Novos atos e novas ações serão empreendidas para garantir o fim dessa arbitrariedade do Poder Executivo”, completou.

FOnte: Feserp-MG

Compartilhe:

Leia mais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"