servidores-guarulhos-mobilizacao

Pela saúde pública, servidores e população de Guarulhos se unem em mobilização

Falta de medicamentos e insumos é uma das reclamações do Conselho Municipal de Saúde

Servidores municipais se uniram à população, aos movimentos sociais e à Igreja Católica, e realizaram na tarde desta terça-feira (20), na Praça Getúlio Vargas, região central de Guarulhos, um grande ato em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e da saúde no município.

Convocada pelo Conselho Municipal de Saúde de Guarulhos (SP), o ato, que contou com a participação de mais de 800 pessoas, se transformou em uma passeata até a sede do Ministério Público Estadual (MPE), onde foi entregue um documento com denúncias das precariedades da pasta.

Segundo o secretário-geral dos Sindicatos dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (STAP) e presidente do Conselho Municipal, Rogério de Oliveira, foram denunciados principalmente a falta de medicamento, insumos e profissionais

“A mobilização teve uma aceitação muito boa da população. O foco principal foi a falta de medicamentos e insumos, mas na denúncia que levamos ao MPE também consta a falta de profissionais. Hoje, as pessoas vão com uma receita com cinco medicações e só retiram um, faltam cerca de 80% dos remédios. O secretário de Saúde admite, mas justificativa que as compra estão em secretarias diferentes, o que prejudica a compra”, disse Oliveira, garantindo que há cobrança desde janeiro, mas nenhuma providência foi tomada nem após recorrerem aos membros do Legislativo.

A mobilização contou com o apoio Federação dos Sindicatos dos Servidores e Funcionários Públicos das Câmaras de Vereadores, Fundações, Autarquias e Prefeitura Municipais do Estado de São Paulo (FESSPMESP), que disponibilizou um carro de som.

O presidente da Federação, filiada à Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Aires Ribeiro, acredita que é papel do movimento sindical lutar pelas causas da população também. “A presença da Federação é no sentido de dar, não somente ao sindicato, mas também ao Conselho Municipal de Saúde e à população o suporte com a logística e caminhão de som. O sindicato está cumprindo o papel dele de não só acompanhar e defender os trabalhadores, como o seu papel social de defender aqueles que são os nossos verdadeiros patrões, que é a população. O movimento tem este caminho de defender o serviço público de qualidade, os servidores e defender também a população com mais investimentos”, finalizou Ribeiro, que também é vice-presidente nacional da CSB.

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra