Servidores de Janaúba (MG) conquistam reajuste anual de 5% para os próximos três anos

Os servidores públicos municipais de Janaúba vão ter 5% de reajuste anual pelos próximos três anos, sempre em novembro. O índice, que pode ser até maior, está condicionado ao aumento de receita da Prefeitura. Essa regularidade no reajuste foi a principal vitória da greve dos servidores, iniciada na última quarta-feira (14 de março), e surgiu após uma reunião que durou cerca de cinco horas, na manhã/tarde desta quarta-feira (21 de março), na sede da Prefeitura, entre sindicalistas e os poderes Executivo e Legislativo, com a presença da FESERP-MG. O resultado foi levado à categoria que, em Assembleia, decidiu aceitar o índice e as demais conquistas e encerrar a greve. O ponto dos grevistas durante os oito dias de paralisação não será cortado – outra vitória do movimento. Um terceiro avanço foi a criação, por sugestão do presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, de uma Comissão de Negociação Permanente (CNP), com representantes do Sindicato, da Prefeitura e da Câmara para tratar, em reuniões periódicas, a partir da primeira semana de abril, de mudanças pontuais no Estatuto do Servidor, melhorias no Plano de Cargos e Salários e as denúncias quase diárias de assédio moral, entre outros assuntos. Sobre esse último tema, a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Janaúba (SINDIJANA), Marilea Ribeiro, aproveitou a oportunidade e cobrou do prefeito ações efetivas para coibir a prática. “Muitos servidores de Janaúba estão acuados, sendo mal tratados pelos chefes imediatos”, disse. O pagamento de progressão horizontal/adicional de desempenho devido (segundo item da pauta) também será quitado em novembro.

Participaram da reunião, além de Cosme Nogueira e Marilea Ribeiro, o prefeito municipal Carlos Isaildon Mendes (PSDB), outros diretores do SINDIJANA, a assessora jurídica do Sindicato, Patrícia Santos Dutra, a procuradora-geral do Município, Neide Maria de Jesus, os secretários municipais de Planejamento, Esio Kenedy Souza Silva, e Administração, Fazenda e Recursos Humanos, Maria Helena Mendes Silva Alves, os vereadores Paulo Roberto “Pauleca” Oliveira (PRB), líder do Governo na Câmara, Pastor Walter (PTB) e Tarcísio Mendes (PSDB), além de três representantes dos servidores.

Entenda como foi a greve e a negociação:

No primeiro dia de greve, servidores de Janaúba (MG) fazem protesto em frente à prefeitura

Servidores de Janaúba (MG) dão continuidade à greve com passeata e garantida da legalidade da paralisação

Servidores de Janaúba (MG) abrem canal de negociação com a prefeitura

Fonte: FESERP/MG

Compartilhe:

Leia mais
mpt recomendação contadores contribuição sindicatos
Contador não pode incentivar oposição à contribuição sindical, orienta MPT
CSB no Forum Interconselhos 2024
Governo retoma Fórum Interconselhos com G20 Social e Plano Clima em foco; CSB participa
reuniões centrais sindicais 16 e 18 julho
Centrais realizam reuniões por região nos dias 16 e 18 de julho sobre agenda legislativa; participe
reunião CNT 10-7-24
CNT discute ação coordenada diante de transformações no mercado de trabalho
Ernesto e Álvaro CSN reunião Consea
CSB indicará nome para substituir Lino de Macedo no Conselho de Segurança Alimentar
protesto servidores Ipsemg 9-7-24
Em meio a protestos dos servidores, projeto sobre Ipsemg tem votação adiada
ministro do trabalho luiz marinho saqui aniversário fgts
Ministro do Trabalho quer fim do bloqueio do FGTS para quem optou por saque-aniversário
regra-nas-relacoes-de-trabalho-clemente-ganz-lucio
Clemente Ganz: Negociação coletiva e a estratégia de desenvolvimento produtivo
Projeto de lei motoristas em apps
Centrais sindicais criticam alterações em projeto de motoristas em apps
Protesto servidores Ipsemg
Sindicato dos Servidores do Ipsemg convoca para protesto contra projeto sobre o Instituto