Policia

Policiais se mobilizam contra a reforma da Previdência

Mobilização acontecerá em Brasília nesta quarta-feira, 8

Representantes de 31 categorias ligadas à segurança pública farão uma grande manifestação na próxima quarta-feira (8), na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Policiais civis e federais, delegados, peritos, papiloscopistas, servidores da carreira socioeducativa, policiais rodoviários federais, escrivães e guardas municipais protestarão contra a PEC 287/16, que propõe retirar da Constituição Federal o artigo que reconhece a atividade de risco dos profissionais de segurança pública nos critérios de concessão da aposentadoria.

O evento promovido pela União dos Policiais do Brasil (UPB), que congrega 28 entidades de segurança pública do País, acontecerá às 13h30. A ação objetiva sensibilizar a população de que o policial deve ser valorizado e de que sua atividade envolve riscos que reduzem sua expectativa de vida.

Representantes dos sindicatos dos policiais federais estaduais também estarão presentes na mobilização e aproveitarão a ocasião para visitar parlamentares no Congresso Nacional a fim de conseguirem apoio contra a PEC 287.

Além dos policiais federais de todos os cargos, estarão presentes todas as categorias de segurança pública do País, como os policiais rodoviários federais, policiais ferroviários federais, policiais civis do DF, policiais legislativos, agentes penitenciários e guardas municipais.

Fonte: SINDIPOL-DF (editado)

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra