ibm-discrimina-mineiros-em-anuncio-de-vaga

IBM discrimina mineiros em anúncio de vaga e causa revolta nas redes; entenda

IBM discrimina mineiros em anúncio de vaga – A IBM Brasil virou alvo da revolta de trabalhadores e internautas na última semana após ofertar uma vaga de trabalho na qual diz que “a empresa não contratará pessoas que residam em Minas Gerais”, mesmo que o cargo seja remoto.

O anúncio causou revolta nas redes sociais e chegou até o Sindicato dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação em São Paulo (Sindpd-SP), que fez coro com as críticas generalizadas. Uma das publicações já atingiu mais de 700 mil reações no Twitter (X) (Confira clicando aqui).

A empresa alega, no anúncio, que a exclusão de mineiros se deve a “questões institucionais”, mas a razão pode ser outra.

O Sindpd explica que a IBM Brasil, embora seja reconhecida amplamente como uma empresa de tecnologia da informação (TI), se declara como empresa de comércio em todo o país. Curiosamente, categoria de comércio possui uma Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) bastante inferior à de TI, em regra.

Veja também: Sindplay: Sindicato lança streaming gratuito de qualificação profissional em TI

Isso ocorre em todo o Brasil, menos em Minas Gerais, pois a Justiça do Trabalho no estado atendeu a uma ação do sindicato local (Sindados/MG), reconhecendo a IBM como empresa de Tecnologia da Informação, em vez de comércio, e a condenou a pagar os devidos direitos trabalhistas retroativos a 5 anos para todos os trabalhadores e ex-funcionários.

A decisão da justiça mineira já está transitada em julgada, não cabendo mais recursos, e pode servir como precedente para uma enxurrada de ações por todo o país.

Em tese, ao não contratar profissionais de MG, a empresa se esquiva da CCT de TI, que garante, por exemplo, uma jornada de trabalho de 40 horas semanais e um valor superior pelas horas extras.

Após a repercussão do caso, a empresa apagou o anúncio.

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra