7f057cd9cdac44c5b4a8273131bd94f5

Funcionários da Enfil paralisam atividades para cobrar explicações em torno da demissão de 22 funcionários

Na manhã da última quinta-feira, 10, os trabalhadores na Estação de Tratamento de Água (ETA) São Gonçalo, contratados pela Enfil Controle Ambiental, paralisaram as suas atividades. A greve teve início após 22 funcionários receberem aviso prévio de suas demissões, sem maiores explicações.

Já é a terceira vez que a as obras para a construção da ETA sofrem com paralizações: ao longo de 2019 o problema ocorreu por duas vezes, ambas motivadas pelo atraso de salários.  O técnico em segurança do trabalho do Sindicato dos Trabalhadores da Industria e Mobiliário de Pelotas (STICM), Carlos Machado deu detalhes sobre os antecedentes. De acordo com Machado os problemas começaram, principalmente, após o acidente que levou o funcionário Everton Luís Mesquita da Silva a óbito. “Desde então, alguns trabalhadores vieram nos procurar devido a problemas relacionados a falta de pagamento”.

Além da demissão injustificada dos 22 funcionários e dos atrasos do pagamento, há também a questão da multa rescisória, que não foi paga.

A Enfil é uma empresa terceirizada, contratada pelo Sanep, instituição responsável pelo tratamento da água do município de Pelotas. De acordo com Alexandre Garcia, diretor-presidente do órgão, a empresa garantiu que daria continuidade a construção, mas diante do aprofundamento da crise com os funcionários e do atraso da obra, já existe a possibilidade de rompimento de contrato.

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra