Empregada doméstica processa Neymar por trabalho ilegal e exploração na França

Segundo o jornal francês Le Parisien, o atacante Neymar está sendo acusado de trabalho oculto por uma empregada doméstica brasileira. A denúncia trata do período em que ele jogava no PSG, na França.

No processo, a mulher diz que trabalhava sete dias por semana, entre janeiro de 2021 e outubro de 2022, em um trabalho não declarado. A trabalhadora pede uma quantia de 368 mil euros (cerca de R$ 2 milhões).

A brasileira também pede que Neymar pague pelas horas extras não remuneradas e ainda relata que precisou trabalhar até 15 dias antes do nascimento prematuro do seu quarto filho e sem acompanhamento médico.

O caso do atacante foi designado para o tribunal industrial de Saint-Germain-en-Laye, no departamento de Yvelines.

De acordo com o portal de notícias francês, a mulher recebia 15 euros líquidos por hora e trabalhava quase 70 horas semanais, sem direito a folga. A mulher conta, no processo, que registrava suas horas em um caderno e que não tinha contrato de trabalho assinado.

Além disso, a doméstica diz que era responsável por cuidar dos afazeres domésticos de Neymar e até mesmo cortava as unhas dos companheiros do atacante.

Passando por problemas financeiros, a brasileira teria recorrido a associações de caridade como “Secours populaire” e “Restos du coeur” para atender às necessidades de sua família.

O jornal francês acrescento que os advogados da trabalhadora enviaram carta ao jogador em busca de um acordo amigável, mas a mesma ficou sem resposta.

Sem saída, a mulher decidiu levar o caso ao tribunal industrial e ameaça denunciar o jogador brasileiro para o tribunal criminal da França.

Em nota, a assessoria do jogador afirmou que “oficialmente desconhecemos o assunto porque o Neymar não foi sequer citado”.

Com informações de O Globo

Leia também: Desembargador de SC é suspeito de manter trabalhadora em situação de escravidão

Compartilhe:

Leia mais
mpt recomendação contadores contribuição sindicatos
Contador não pode incentivar oposição à contribuição sindical, orienta MPT
CSB no Forum Interconselhos 2024
Governo retoma Fórum Interconselhos com G20 Social e Plano Clima em foco; CSB participa
reuniões centrais sindicais 16 e 18 julho
Centrais realizam reuniões por região nos dias 16 e 18 de julho sobre agenda legislativa; participe
reunião CNT 10-7-24
CNT discute ação coordenada diante de transformações no mercado de trabalho
Ernesto e Álvaro CSN reunião Consea
CSB indicará nome para substituir Lino de Macedo no Conselho de Segurança Alimentar
protesto servidores Ipsemg 9-7-24
Em meio a protestos dos servidores, projeto sobre Ipsemg tem votação adiada
ministro do trabalho luiz marinho saqui aniversário fgts
Ministro do Trabalho quer fim do bloqueio do FGTS para quem optou por saque-aniversário
regra-nas-relacoes-de-trabalho-clemente-ganz-lucio
Clemente Ganz: Negociação coletiva e a estratégia de desenvolvimento produtivo
Projeto de lei motoristas em apps
Centrais sindicais criticam alterações em projeto de motoristas em apps
Protesto servidores Ipsemg
Sindicato dos Servidores do Ipsemg convoca para protesto contra projeto sobre o Instituto