IMG_6755-e1383073794838

Diretoria executiva do Sindicato dos Empregados em Estacionamento e Garagens de São Paulo toma posse

Em cerimônia realizada no sábado (21), o evento reuniu políticos, presidentes de sindicatos e representantes da CSB 

Tomou posse no último sábado (21), em São Paulo, a diretoria executiva do Sindicato dos Empregados em Estacionamentos e Garagens do Estado de São Paulo (SEEG) para a gestão 2013-2016. Por meio de reeleição, o grupo que assume é encabeçado pelo atual presidente da entidade, Francisco Antonio da Silva, o vice, Ivanildo Joaquim, e os demais membros da executiva.

A cerimônia reuniu políticos, presidentes de sindicatos, convidados e familiares para celebrar o novo mandato da executiva.

Posse presidente SEEGRepresentando a CSB, central a qual o sindicato é filiado, estiveram presentes o vice-presidente, José Avelino Pereira, e o secretário-geral, Álvaro Egea. Ambos saudaram a reeleição de Francisco Antonio da Silva e parabenizaram-no pela militância no movimento sindical.

José Avelino Pereira ressaltou em sua fala as lutas pelas principais pautas trabalhistas que estão em discussão no Congresso atualmente e que os garagistas também enfrentam. “Nós sabemos das grandes dificuldades que enfrentam os trabalhadores nesse momento. Essa diretoria que assume terá que travar grandes batalhas, como reduzir a jornada de trabalho, o fim do fator previdenciário e a precarização da mão de obra”, citou Pereira.

Já Álvaro Egea aproveitou a oportunidade para mencionar a sua participação na Comissão Geral que houve no Congresso na última quarta-feira (18), em Brasília, para debater sobre o Projeto de Lei (PL) 4330, que discute a terceirização.

Governo defende abertamente que a reforma sindical é a principal questão no projeto de terceirização

Na sua fala, o secretário-geral conclamou todos os sindicatos e representantes a combaterem o PL que, em sua avaliação, apresenta várias inconstitucionalidades. “Esse PL vai reduzir salários e criar duas categorias de trabalhadores: aqueles que têm a totalidade dos direitos da CLT pela Constituição e aqueles que têm direitos inferiores”, pontuou Egea.

Na posse também foram celebrados os 22 anos do SEEG. Na ocasião, Francisco Antonio da Silva comemorou as conquistas trabalhistas para a categoria alcançadas até o momento.

 “Nesses 22 anos, nós conseguimos nossa sede própria, uma convenção coletiva que serve de modelo para outros sindicatos do segmento de estacionamento, auxílio-creche para mães, horas extras a 65% sobre horário normal e 100% nas folgas trabalhadas”, destacou o presidente da entidade.

Presente no SEEG desde a fundação como diretor e, a partir de 2002 como presidente, Francisco Antonio da Silva, mais conhecido como Chico, tem a missão de transmitir sua vasta experiência na área sindical para continuar representando a entidade.

“Nos últimos anos, durante as negociações coletivas, conseguimos ganhos reais. Isso se deve também ao bom relacionamento com a área patronal”, comemorou Silva.

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra