Centrais sindicais debatem sobre tarifa zero no transporte público de Curitiba

Representantes das centrais sindicais e do Dieese no Paraná participaram nesta segunda-feira (18) de uma reunião com vereadores da Comissão Especial do Transporte na Câmara Municipal de Curitiba sobre a adoção da tarifa zero no transporte público da capital paranaense.

O tema vem sendo discutido pela Comissão, presidida pelo vereador Herivelto Oliveira. De acordo com ele, o assunto se tornou ainda mais urgente após o último reajuste da passagem, que passou a custar R$ 6, inviabilizando o uso do transporte para muitas pessoas.

“Nosso objetivo é discutir formas de baixarmos o preço da passagem de ônibus em Curitiba e começar também a discutir o novo contrato de concessão do transporte público, porque o atual vai vencer em 2025”, explicou.

Na sexta-feira (22), as centrais sindicais realizarão um debate no auditório da Fetraconspar (Rua Francisco Torres, 427) sobre como a tarifa zero no transporte público teria um impacto positivo não apenas na vida dos trabalhadores, mas traria benefícios para toda a cidade.

Oliveira e o vice-relator da Comissão, Dalton Borba (PDT), chegaram a fazer uma visita técnica à cidade de Caucaia (CE) para conhecer o programa “Bora de Graça”, que implementou a tarifa zero no transporte público da cidade em setembro de 2021.

O secretário de Transportes de Caucaia apresentou os bons resultados da medida, como por exemplo o número 5x maior de passageiros já no primeiro mês da tarifa zero, passando de 18 mil para 90 mil.

Como consequência do aumento do número de usuários, o comércio e o setor de serviços registraram um aumento de 25% no faturamento. A arrecadação do município também aumentou 25%.

O coordenador técnico do Dieese no Paraná, Sandro Silva, também destacou a necessidade de se discutir a fundo o próximo contrato de concessão, e acrescentou que o departamento tem feito “vários apontamentos há muito tempo”.

“É preciso aumentar a transparência, garantir controle social e atualizar os mecanismos que definem a tarifa. Uma comissão formada em 2013 fez várias sugestões, além da própria CPI do Transporte o relatório do Tribunal de Contas do Estado. De prático, poucas coisas avançaram”, afirmou.

O debate das centrais sindicais em 22 de setembro começa às 9h e será transmitido pelas redes sociais das entidades.

Com informações de Câmara Municipal de Curitiba e CUT Paraná

Veja também: Convenção Coletiva de TI no Paraná institui multa para demissão em massa

Compartilhe:

Leia mais
mpt recomendação contadores contribuição sindicatos
Contador não pode incentivar oposição à contribuição sindical, orienta MPT
CSB no Forum Interconselhos 2024
Governo retoma Fórum Interconselhos com G20 Social e Plano Clima em foco; CSB participa
reuniões centrais sindicais 16 e 18 julho
Centrais realizam reuniões por região nos dias 16 e 18 de julho sobre agenda legislativa; participe
reunião CNT 10-7-24
CNT discute ação coordenada diante de transformações no mercado de trabalho
Ernesto e Álvaro CSN reunião Consea
CSB indicará nome para substituir Lino de Macedo no Conselho de Segurança Alimentar
protesto servidores Ipsemg 9-7-24
Em meio a protestos dos servidores, projeto sobre Ipsemg tem votação adiada
ministro do trabalho luiz marinho saqui aniversário fgts
Ministro do Trabalho quer fim do bloqueio do FGTS para quem optou por saque-aniversário
regra-nas-relacoes-de-trabalho-clemente-ganz-lucio
Clemente Ganz: Negociação coletiva e a estratégia de desenvolvimento produtivo
Projeto de lei motoristas em apps
Centrais sindicais criticam alterações em projeto de motoristas em apps
Protesto servidores Ipsemg
Sindicato dos Servidores do Ipsemg convoca para protesto contra projeto sobre o Instituto