csb-mogi-guacu-1

CSB-SP debate Reforma Sindical em Mogi Guaçu

Com a presença do presidente Antonio Neto, a plenária expôs a PEC 196 para representantes sindicais de 33 entidades regionais

Foi realizada ontem (27) a Plenária Sindical Conjunta na Associação Comercial e Industrial de Mogi Guaçu (ACIMG), reunindo representantes sindicais de 33 entidades de regiões próximas.

A iniciativa feita em parceria entre a CSB, FESSPMESP e CSPM visa levar para as regionais o conhecimento da proposta, construída por centrais sindicais, da emenda constitucional, a PEC 196, que prevê alterações na legislação sindical.

Antonio Neto, presidente da CSB Nacional, esteve presente na plenária para apresentar com detalhes a PEC 196, traçando o cenário do governo atual em relação a centrais sindicais e sindicatos. “Sabemos que devemos enfrentar o que vem por aí, não há outra alternativa. Buscamos fazer essas reuniões na melhor medida, onde se contemple o entendimento geral da narrativa da unicidade e liberdade sindical, entendendo as nossas seguranças jurídicas e éticas”, disse o presidente acerca da finalidade dessas reuniões.

Para Valdomiro Sutério, presidente do Sindiçu e anfitrião em Mogi Guaçu, a plenária foi positiva e de extrema importância. “Reunir os sindicatos e trabalhadores da região é uma ótima possibilidade para discutir a PEC 196 com cuidado e detalhes, além de tudo é uma honra receber o presidente Neto aqui” afirmou Valdomiro.

Representantes da CSB-SP que estão acompanhando as reuniões regionais, Tiago Pereira, presidente da Estadual e Denilson Bandeira, diretor de mobilização, ficaram satisfeitos com o encontro e aproveitaram o momento para falar sobre a PEC 196. “É muito importante esse debate, principalmente trazendo o Neto para o interior de São Paulo, vamos nos mobilizar, porque se esperarmos alguma coisa do governo, com certeza virá algo pior, acho excelente essa proposta colocada pelo Neto e isso que defenderemos pelo estado, abrindo para debate com nossos sindicalistas” frisou Tiago. Já para Denilson, a PEC é muito importante como estratégia de enfrentamento. “Estamos esclarecendo nas plenárias todos os pontos dessa PEC, que além de preservar a unicidade sindical, moderniza as relações de trabalho” afirma o diretor de mobilização.

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra