CSB participa de reunião e defende reajuste de piso salarial aos trabalhadores de Santa Catarina

Na última terça-feira, 21, centrais sindicais se reuniram para defender o reajuste do piso salarial. A proposta beneficia trabalhadores de 33 diferentes categorias no estado de Santa Catarina, além de servir de referência para aquelas que não celebram acordos coletivos.

A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) foi representada pelo dirigente Nicolau de Almeida Neto, que comentou sobre a questão dos reajustes salariais catarinenses: “Aqui em Santa Catarina temos uma situação inédita, em que o piso não é definido pelo governador, mas a partir de uma negociação entre representantes dos trabalhadores e dos empregadores”, contou.

Dessa forma, a proposta de aumento do piso foi entregue às instituições patronais presentes no encontro.

Os pisos salariais dos trabalhadores catarinenses são divididos em quatro faixas, estabelecidas pelo Artigo 1º, são elas:

  • Inciso 1, cuja proposta defende um aumento de 1158,00 para 1306,80
  • Inciso 2, cuja proposta defende um aumento de 1201,00 para 1355,20
  • Inciso 3, cuja proposta defende um aumento de 1267,00 para 1403,60
  • Inciso 4, cuja proposta defende um aumento de 1325,00 para 1509,20

De acordo com Nicolau, a proposta visa igualar os valores ao estado vizinho. “O nosso objetivo é igualar ao piso do Paraná, que inclusive teve reajuste essa semana”, finalizou.

Compartilhe:

Leia mais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"