CSB consolida força sindical em Mato Grosso

Cientes da máxima de que só a união faz a força é que a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) em Mato Grosso tem buscado ser a amálgama de união dos sindicatos filiados e das entidades que querem um sindicalismo forte. Assim, última sexta feira (21/04), a entidade, representada pela presidente, Diany Dias, e diretores, prestigiou a cerimônia de posse do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Extrativas do Estado de Mato Grosso (Stiemt), que reconduziu à presidência, Osmar Nogueira.

A cerimônia aconteceu em um jantar, na sede recreativa do Sindicato dos Servidores do Tribunal de Contas de MT (SinttContas), e teve, além de mais de uma centena de trabalhadores presentes, a presença de lideranças de outras entidades, como o presidente do Sindicato dos Técnicos em Segurança do Trabalho de MT, Antonio Correa, e o presidente do Sindicato dos Contabilistas de MT, Deosdete Gonçalves. Presentes ainda: o vice-presidente da CSB/MT e diretor Jurídico do Sinpaig, Antonio Wagner Oliveira e a diretora do Sindjor, Adriana Nascimento.

Os diretores do Stiemt, atentos às preocupações que afligem a todo movimento sindical do Brasil, deixaram clara a necessidade de participação dos trabalhadores no processo político eleitoral, para que possam, além de renovar os quadros da política, o fazer com pessoas com histórico de luta e experiência em gestão, já que está provado que não adianta renovar com oportunistas que não defendem os trabalhadores, conforme os presentes.

O presidente deixou em sua mensagem, ainda, a necessidade de UNIÃO para que o movimento sindical barre ainda mais retrocessos, como a Reforma da Previdência – em nome de um discurso de que cada um tem de dar sua parcela de contribuição – quando veem isso apenas pelo lado dos trabalhadores, uma vez que os grandes empresários e o sistema financeiro, mantém seus privilégios seculares, em detrimento do desenvolvimento do país.

A presidente da CSB/MT, Diany Dias, que também é diretora de Mobilização do Sintap, aproveitou para parabenizar a direção reeleita, e alertou a todos da necessidade de agrupamento, ainda mais, numa nova modelagem de cooperativismo sindical, necessário para o enfrentamento desses tempos sombrios.  A presidente ainda lembrou a importância da formação sindical para os dirigentes, e que a CSB proporciona como nenhuma outra central sindical, e se pôs a disposição da categoria para qualquer luta que se propuser a fazer. Como ela destacou: “é tempo de sindicalismo raiz, de luta, aguerrida, com muita solidariedade sindical”.

Fonte: CSB MT

Compartilhe:

Leia mais
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)
Nota das centrais selic
Centrais pedem redução dos juros: "por desenvolvimento com justiça social"
lula critica campos neto
Lula diz que Campos Neto tem lado político e trabalha para prejudicar o país
campos neto presidente bc
Procurador pede investigação sobre influência de bancos na definição dos juros pelo BC
Encontro CSB China
CSB promove encontros com entidades sindicais chinesas em SP e RJ; inscreva-se
CSB-RS conselho plano rio grande
Reconstrução do RS: CSB toma posse como membro do Conselho do Plano Rio Grande
distribuição extra fgts
Após acordo com centrais, governo fará distribuição extra do FGTS aos trabalhadores