stf-2

Congresso deve apurar gravíssimas denúncias de Moro – Nota da CSB

Em meio a grave crise política, a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) cobra apuração das denúncias feitas por Moro

Foram extremamente graves as denúncias feitas pelo ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, contra o presidente da República Jair Bolsonaro, na manhã desta sexta-feira (24). De acordo com o relato de Sérgio Moro, Bolsonaro praticou crime da falsidade ideológica e prevaricação. O mais grave, a tentativa de utilização do aparato policial do Estado em benefício próprio.

A ingerência política de Bolsonaro para blindar os filhos é algo gravíssimo na História da República e deve ser alvo de rigorosa apuração pelo Congresso Nacional. Apenas assim a integridade da democracia brasileira estará protegida. Devemos evitar que a Polícia Federal seja transformada numa Gestapo (Polícia Nazista) para perseguir desafetos políticos e instituições da sociedade civil.

Moro já foi, agora falta o Bolsonaro!

Antonio Neto
Presidente da Central dos Sindicatos Brasileiro (CSB)

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra