Central sindical defende atuação no Congresso para sanar precarização

O presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antonio Neto, orientou suas mais de 800 entidades filiadas a defenderem os direitos dos trabalhadores nas convenções coletivas.

“A CSB lamenta que o governo em sua ansiedade em atender aos interesses patrimonialistas de lideranças empresariais retrógradas esteja promovendo uma balbúrdia no mundo do trabalho, criando enorme instabilidade jurídica, inviabilizando, na prática, a geração de empregos”, destacou Neto, em nota.

Segundo ele, cabe agora à entidade atuar no Congresso Nacional para promover as alterações necessárias, a fim de que as inúmeras brechas de precarização sejam sanadas.

“Até lá, orientamos nossos sindicatos filiados a não cederem e a defenderem os direitos dos trabalhadores nas convenções coletivas. Ao mesmo tempo, reforçamos o conselho para que os empresários sérios mantenham a cautela e evitem aventuras que possam causar perdas econômicas significativas no futuro para suas empresas.”

Ontem à noite, o presidente Michel Temer editou a Medida Provisória 808, para fazer ajustes, conforme acordado como Senado Federal, na reforma Trabalhista que entrou em vigor no último sábado.

O presidente da CSB disse que a MP “ainda preserva e reafirma o lobby de setores econômicos, que sonham em deslegitimar a figura da negociação coletiva e validar ‘acordos’ individuais aos trabalhadores, impondo condições desiguais na relação. Isso está claro ao manter o acordo direto no setor de saúde e a barbárie no trabalho intermitente, pleito antigo do comércio e dos ruralistas”.

“Redigida nos gabinetes da Casa Civil e do Ministério da Fazenda, a MP baixada nesta noite (terça-feira) com o propósito de corrigir lacunas grosseiras à precarização promovida pela reforma trabalhista, teve somente a preocupação de apresentar ajustes para reduzir a perda de arrecadação para o Estado que ocorreria com os novos contratos de trabalho”, afirmou a CSB.

Fonte: Valor Econômico

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)