WhatsApp-Image-2019-04-04-at-13.09.17

Centrais lançam abaixo-assinado contra reforma da Previdência

Ato aconteceu no centro da capital paulista

 

Em mais uma ofensiva do movimento sindical contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 06/2019), que trata da reforma da Previdência e tramita na Câmara dos Deputados, as centrais sindicais lançaram na manhã desta quinta-feira (4), na Praça Ramos de Azevedo, no centro de São Paulo, um abaixo-assinado contra a proposta do governo de Jair Bolsonaro.

O ato faz parte das mobilizações das centrais, que ainda incluem corpo a corpo com os parlamentares em Brasília. Além de assinarem as listas, os trabalhadores que passarem pela região central da capital paulista também conseguiram tirar suas dúvidas sobre a reforma e acessar o aposentômetro, calculadora desenvolvida pelo DIEESE para comparar a aposentadoria do atual sistema e da proposta por Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

No documento, que deve ser entregue ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), após o 1º de maio unificado, as entidades sindicais apontam que esta reforma dificultará o acesso à aposentadoria, além de aumentar o tempo de contribuição, diminuir os valores dos benefícios e ameaçar a Seguridade Social. O projeto também não combate a sonegação das empresas devedoras e incentiva a previdência privada.

As listas ficarão disponíveis, e os sindicatos devem repassar para assinatura dos trabalhadores de suas bases.

Abaixo assinado

Cartilha contra a reforma da Previdência:

Versão em PDF

Versão para impressão

 

Fotos: Roberto Parizzoto

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra