Brasil precisa de representação dos trabalhadores no Congresso segundo diretoria da CSB CE

Para o presidente da Regional, a presença da classe trabalhadora na construção de políticas públicas é urgente no País

As visitas da CSB CE a sindicatos do interior do Ceará continuam a todo vapor. Às vésperas da realização da plenária no estado, que acontece neste sábado (24), 10 entidades receberam o presidente da Seccional, Francisco Moura, para discutirem estratégias de organização sindical e de como fortalecer a representação dos trabalhadores no Congresso Nacional. Os encontros ocorreram nas sedes de sindicatos dos municípios de Camocim e Chaval, mas também contou com a presença de líderes das cidades de Granja e Barroquinha.

Durante as reuniões, que foram divididas em dois períodos, Moura ressaltou, mais uma vez, a importância de um posicionamento político coeso com as necessidades dos trabalhadores brasileiros para as eleições 2018. Na análise do dirigente, o País chegou ao ponto de enfrentar uma reforma trabalhista prejudicial à classe por falta de representação no poder legislativo nacional.

“As visitas da Central às direções de seus sindicatos filiados são importantíssimas para que nós possamos ouvir as lideranças e reforçar a necessidade de o movimento sindical estar unido para impedirmos que mais retrocessos ocorram no Ceará e no Brasil. O movimento tem que estar coeso, unido, forte, preparado e mobilizado para defender a classe trabalhadora.E este ano os trabalhadores têm dois instrumentos fortes de luta: os sindicatos e o título de eleitor”, afirma o dirigente e complementa:

“As eleições que se aproximam terão um papel decisivo no destino do País. Qual política vamos fazer? A política dos banqueiros, da corrupção, das multinacionais ou vamos marchar para a eleição de um candidato comprometido com o Brasil, com o trabalhador, com a democracia? A chance é essa de a gente ter uma participação efetiva nas eleições”.

Como exemplo do sucesso que a união da classe trabalhadora pode alcançar, o presidente da CSB CE relembrou a assembleia constituinte de 1988. Para Moura, foi a participação da classe operária no Congresso que tornou possível redigir “uma das Constituições Federais mais democráticas e progressivas do mundo”. “Embora muitas coisas estejam só no papel por falta de um governo que aplique de fato a Carta Magna, a nossa Constituição é avançada”, avalia.

Participaram destes encontros os presidentes Valdir Moraes (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Extração de Sal de Camocim – STIESC), João Batista (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de Camocim – STICCC), Manuel Silva (Sindicato dos Pescadores de Camocim – SINPESCAM), José Ribamar (Sindicato dos Portuários de Camocim), João Paulo Sales (Sindicato dos Mototaxistas de Camocim – SINDMOTOS), Raimundo Barbosa (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Camocim – SINSPCAM), Francisco Genaro (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de Granja), José Antônio (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barroquinha), Francisco Irismar (Sindicato dos Arrumadores de Chaval – SINDIARRUMA) e José Fiel (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração de Sal de Chaval).

Veja como foi a visita ao Sindojus/CE.

E clique aqui para ler a matéria sobre a visita do Senalba/CE

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)