20150325070622-1-e1427304196686

Associados à CSB discutem em Tupã-SP novas filiações

40 sindicatos filiados à Central participaram do evento

Representantes de entidades sindicais associadas à CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) se reuniram na tarde da última terça-feira (24), em Tupã-SP, para discutir o avanço da central na busca e filiação de novos sindicatos.

20150325070625

O encontro foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tupã e contou com a participação de integrantes de mais de 40 sindicatos de todo o Estado. Entre os assuntos debatidos, o vice-presidente nacional, José Avelino Pereira, o Chinelo, falou sobre a importância da CSB no atual cenário, onde o movimento sindical precisa atuar de forma firme, coerente e com responsabilidade para evitar a retirada dos direitos.

“O nosso foco está no fortalecimento da CSB e no diálogo que ela, independente de outras entidades, vem traçando com representantes do governo”, disse Chinelo, que levou aos demais companheiros elogios sobre a postura do presidente nacional da CSB, Antônio Neto, que, com inteligência e conhecimento, tem, aos poucos, mostrado a importância e o diferencial central que dirige.

O encontro em Tupã reuniu lideranças de importantes sindicatos de diferentes regiões do Estado. E serviu para o estabelecimento de algumas metas. Entre elas, a obrigação de todos os companheiros em buscarem o diálogo com sindicatos que ainda não estão filiados à CSB, para que entendam a proposta da central e que nela passem a militar.

Em Tupã, participou pela primeira vez do encontro, como novo filiado, o Sindicato dos Metalúrgicos de Bauru, que se desligou da antiga central onde atuava para ingressar à CSB. Isso serviu de motivação para que todos trabalhem para o fortalecimento da CSB no Estado de São Paulo, principalmente. “Espaço tem. O que nós precisamos é trabalhar para que o nosso crescimento aconteça”, observou Chinelo.

Pauta Futura

Representante do Seaac de Ribeirão Preto, o sindicalista Rosalvo Barbosa ficou responsável por ordenar os assuntos discutidos na reunião de Tupã e por elencar os temas a serem abordados em nosso próximo encontro, já agendado para o dia 28 de abril, em Sorocaba, a partir das 12.

Além das novas filiações, no próximo encontro, com a participação do departamento jurídico da CSB, será colocada em debate minuta de um estatuto que dará o norteamento para a criação da CSB São Paulo e de suas regionais. O entendimento do grupo é de que, independente de a direção nacional da CSB estar em São Paulo, os sindicatos do Estado precisam ser organizados e representados por uma frente própria, ligada à central, para que possa ter forças para expôr suas sugestões e propostas que venham a ser implementadas em âmbito nacional ou mesmo em outros estados.

Na reunião do dia 28 de abril, os participantes também vão definir data do congresso que será realizado para a composição da CSB São Paulo. “Compreendemos que o nosso principal objetivo é a busca por novas filiações. Só que nossos companheiros entendem que, com uma organização estadual consolidada, teremos mais oportunidades na busca por novos parceiros”, diz Chinelo.

 

Compartilhe:

Leia mais
discurso lula OIT
Em discurso na OIT, Lula destaca precarização e informalidade como desafios para justiça social
Antonio Neto CSB na OIT 12-06-24
Antonio Neto na OIT: Tecnologias disruptivas podem ser oportunidade para os trabalhadores
Centrais sindicais apresentam denúncia contra governo do Paraná à OIT
Centrais denunciam governo do Paraná na OIT por repressão de greve de professores
FGTS correção inflação decisão stf
Acordo entre centrais e AGU prevalece no STF: FGTS deverá ter correção mínima pela inflação
miguel torres discurso centrais sindicais oit
Centrais pedem fim do golpismo no Brasil em discurso dos trabalhadores na OIT
Luiz Marinho discursa na OIT 2024
Na OIT, Luiz Marinho defende sindicatos e taxação de grandes fortunas
vigilantes niterói ato 13 de junho
Vigilantes de Niterói convocam ato por mais segurança para mulheres da categoria
vinicolas-no-rs-tinham-200-pessoas-em-condicoes-analogas-a-escravidao
Auditores fiscais do Trabalho repudiam fala de dirigente da CNA sobre trabalho escravo
assembleia rodoviários pelotas 10-6-2024
Rodoviários de Pelotas começam a negociar acordos em cenário após enchentes
Comitiva da CSB com ministro Luiz Marinho na Conferência da OIT 2024
Em reunião do Brasil na OIT, empresário diz que Bolsa Família atrapalha mão de obra