Assembleia Legislativa do RS aprova parecer que retira necessidade de plebiscito para privatização de estatais

Seccional Rio Grande do Sul da CSB vai continuar trabalhando junto às bases dos deputados

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 272/19, que retira do texto constitucional a exigência de plebiscito para a privatização das estatais Sulgás, CRM e CEEE foi aprovada na tarde desta terça-feira (02), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, pelo placar de 9 a 3.

Apesar desta derrota para os servidores públicos e a população do estado, a Seccional Rio Grande do Sul da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), que tem acompanhado de perto o tema, promete continuar a luta contra a revogação dos incisos 4º e 6º do art. 22 e os incisos 1º, 2º e 3º do art. 163 da Constituição do Estado do Rio Grande do Sul, que garantem o plebiscito.

“Desde as eleições sabíamos que enfrentaríamos muitas dificuldades, pois o perfil dos eleitos para a Assembleia era amplamente favorável às privatizações. A CSB RS esteve presente em grande número e vai continuar lutando até o fim. Vamos trabalhar também nas bases dos deputados”, falou o presidente da Seccional, Sergio Arnoud.

Presente na reunião extraordinária, juntamente com outros dirigentes da base da CSB, o vice-presidente da Seccional, Hermelindo Ferreira, analisou a decisão.

“Esse resultado é muito prejudicial aos serviços públicos. Alguns deputados estão indo na onda de “vamos vender, tipo liquidação”, mas sem um debate, e isso nos preocupa muito. Vamos conversar com os deputados que têm a tendência de votar com o governo, para que eles entendam como o resultado pode ser ruim e que eles serão cobrados também. Esse é um trabalho de dia a dia”, falou o dirigente, que confirmou que as articulações vão continuar.

“As mobilizações seguem aquecidas ao máximo, sem arredar o pé. Viemos de uma rotina grandíssima de mobilizações. Sabemos das dificuldades, mas elas fazem parte para nos deixar mais entusiasmados”, finalizou Ferreira.

Compartilhe:

Leia mais
Chinelo - Antonio Neto e Cosme Nogueira fundação Fesmig
CSB, Sinab e CSPM celebram criação da Fesmig - Federação dos Servidores de Minas Gerais
STF reverte reforma previdência para servidores
STF forma maioria para reverter pontos da Reforma da Previdência para servidores
Imagem CSB (28)
CSB NA 112ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT 2024
Sticmpel campanha salarial 2024-2025
Trabalhadores da Construção e Mobiliário de Pelotas iniciam campanha salarial 2024/2025
Apoio Financeiro a trabalhadores empresas calamidade RS
Governo abre cadastro para Apoio Financeiro a trabalhadores atingidos por calamidade no RS
home office trabalho híbrido estudo
Trabalho híbrido melhora satisfação no emprego e não afeta produtividade, diz estudo
reunião centrais rs e oit
Centrais e OIT discutem impacto das enchentes no mercado de trabalho do RS
plano erradicação trabalho escravo será atualizado
Plano para Erradicação do Trabalho Escravo será atualizado após 16 anos
podcast fetrarod
Fetrarod lança podcast para discutir temas de interesse dos rodoviários; assista aqui
Manifesto contra PL do estupro
Mulheres sindicalistas divulgam manifesto contra PL do Estupro (PL 1904/24)